Volta às aulas será definida pela Educação após consulta à comunidade escolar

O modelo e a data de retomada das aulas para aproximadamente 27 mil alunos da rede municipal de ensino serão definidos nos próximos dias pela Secretaria Municipal de Educação, após consulta à comunidade escolar. O calendário prevê o início do primeiro semestre em 3 de fevereiro e do ano letivo, ou seja, com os alunos, no dia 4.

“Nada será imposto nessa Secretaria, por isso queremos ouvi-los para definir o modelo [remoto, híbrido ou presencial] a ser adotado nessa volta às aulas”, afirmou a secretária de Educação, professora Sidnéia Zafalon, em reunião nesta quarta-feira (13), com os gestores das escolas públicas municipais e dos Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis).

Eles receberam a minuta do calendário e as sugestões devem ser apresentadas até o dia 18 de janeiro. Paralelamente, os pais deverão opinar sobre o modelo para a retomada das aulas por meio de teleconsulta, como informou a secretária. “Estamos fazendo os ajustes finais para disponibilizar a teleconsulta à comunidade e daremos ampla divulgação”, afirma Sidnéia, que recepcionou os gestores da rede junto com a subsecretária Cristiana Borges Magalhães Gomes de Oliveira.

Aos participantes também foi solicitado um plano de retomada das aulas, que deverá ser entregue até dia 22 de janeiro. “Vamos ouvir o gestor, o professor e demais servidores das escolas, o Sindicato dos Educadores do Município (Sindemu), o Conselho Municipal de Educação, os pais e demais envolvidos com a Educação no município. Precisamos de todos vocês para formatarmos o plano”, assegurou Sidnéia. Ela acrescentou que nenhuma ação será tomada sem antes ouvir o Comitê Técnico de Enfrentamento à Covid-19.

A prefeita Elisa Araújo chamou de “desafio” a retomada das aulas e conclamou a todos para enfrentá-lo juntos. “Temos a sensibilidade de entender que cada unidade tem suas particularidades; vamos modelar de acordo com as necessidades de cada uma”, afirmou.

A prefeita também ressaltou que um dos objetivos do governo dela é a Educação de qualidade. “Escolhi a Sidnéia para trazer a excelência à Educação. Tanto ela quanto a subsecretária Cristiana também têm algo básico para a boa gestão, que é o respeito, saber ouvir e se colocar no lugar do outro”, pontuou Elisa.

Também nesta quarta-feira, a Secretaria Municipal de Educação reuniu os gestores das Organizações da Sociedade Civil (OSC’s) parceiras da Prefeitura, para tratarem da volta às aulas em 2021. “Um dia vamos voltar às aulas presenciais, mas com muita responsabilidade e cuidados”, finalizou a secretária.

Publicidade

Anuncie