Vereador participa de reunião no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em busca de solução para o Frigorífico Boi Bravo

Em reunião hoje (13), em Brasília, com o Secretário Substituto de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Marcos de Barros Valadão, o vereador Paulo César Soares - China (SDD), acompanhado do ex-prefeito Anderson Adauto, entregou cópia do ofício expedido pela Promotora do Meio Ambiente de Uberaba, Dra. Claudine Lara Aurélio Dettarello, indagando se o Frigorífico Boi Bravo está dentro das normas ambientais. No documento a promotoria questiona ao MAPA quanto à legalização do frigorífico; quando foi feita a última inspeção e pediu para informar o teor do relatório. Pergunta ainda se existe uma nova inspeção pré-agendada.

China entregou também a cópia do Parecer Técnico do departamento de Vigilância Sanitária de Uberaba, informando que uma equipe de fiscalização esteve no frigorífico no dia 23/04/14, porém foram impedidos de entrar na empresa com a alegação de que, devido ao fato do estabelecimento ser fiscalizado pelo Serviço de Inspeção Federal do MAPA, os fiscais não poderiam adentrar na área de abate e produção, ficando a fiscalização restrita à área externa. Consta no Parecer que a inspeção foi feita nos arredores da empresa, e o departamento de Vigilância Sanitária concluiu que a reclamação procede em relação aos possíveis focos de procriação e proliferação de mosquitos e considera que o local propicia a procriação de animais sinantrópicos e apresenta risco à população circunvizinha pela proximidade das residências ao estabelecimento.

Diante dos documentos entregues, o vereador informou que o secretário Marcos Valadão irá enviar imediatamente uma equipe técnica do MAPA para fiscalizar in loco o Frigorífico Boi Bravo.

O vereador Paulo César disse que a reunião foi produtiva e agradeceu o empenho de Anderson Adauto, que intermediou para que a reunião acontecesse. Inclusive, disse China, durante a reunião o ex-prefeito ressaltou que em seu mandato inúmeras correspondências foram encaminhadas ao frigorífico pedindo que se adequasse conforme determina a legislação e o proprietário alegava que as providências estavam sendo tomadas.

O parlamentar lamentou a falta de interesse do Prefeito Municipal para as questões envolvendo o frigorífico. “Inclusive, eu entendo que quem deveria ter intermediado junto ao MAPA para que a reunião acontecesse seria o prefeito Paulo Piau, pois essa obrigação é dele”. Disse ainda que “faltou pulso e comando do Prefeito para exigir que a Vigilância Sanitária entrasse nas dependências internas do Frigorífico”.

Publicidade

Anuncie