Unidade de Saúde do Elza Amuí inicia atendimentos noturnos nesta quarta-feira

Horário estendido até às 22 horas será implantado gradativamente em quatro unidades

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que a Unidade Matricial de Saúde Professor Aluízio Prata, no bairro Elza Amuí, irá iniciar o atendimento em horário estendido até às 22 horas nesta quarta-feira (18). As pessoas que procurarem as unidades, após as 17 horas, contarão com atendimentos médicos, odontológicos e de enfermagem, entre outros procedimentos. Na quinta-feira, dia 19, o atendimento noturno começa na UMS Nossa Senhora da Abadia, no Abadia, e no dia 23, é a vez da UBS Valdemar Hial Júnior, no Fabrício. A unidade do Abadia não contará com atendimento odontológico neste primeiro momento.

São quatro Unidades de Saúde de Uberaba que passarão a atender em três turnos, das 7 às 22 horas, dentro do credenciamento pelo Ministério da Saúde para o Programa Saúde na Hora, em que Uberaba foi contemplada, conforme anunciado no final de agosto pelo prefeito Paulo Piau e pelo secretário de Saúde Iraci Neto. A UMS Álvaro Guaritá, no Vallim de Melo, deve iniciar os atendimentos noturnos na primeira quinzena de outubro, segundo a diretora de Atenção à Saúde, Elaine Teles. “Temos um período de adequação de quatro meses. Estamos implantando aos poucos, mas já é um ganho, pois abre a oportunidade para quem trabalha possa buscar atendimentos básicos de saúde fora do horário comercial”, destaca Teles.

A diretora de Atenção à Saúde explica que um dos objetivos é desafogar as UPAs, direcionando os atendimentos mais simples para essas unidades. “Tem que ser um tratamento resolutivo, com atendimento médico, odontológico e de enfermagem, que vai inserir vários procedimentos como coleta de Papanicolau, por exemplo, e as salas de vacinas, que funcionarão até às 21 horas”, relata Teles.

Aos poucos serão implantados outros procedimentos, como salas de curativos e pequenas suturas, para que a população não precise ser encaminhada às UPAs em casos simples. O investimento nas quatro unidades gira em torno de R$150 mil mensais, somando R$1,8 mil ao ano.

O Programa Saúde na Hora, divulgado em abril pelo Ministério da Saúde, destina mais recursos para os municípios que ampliarem o horário de atendimento das UBS e dá a disponibilidade de as unidades de saúde funcionarem em modelos de 40, 60 e 75 horas semanais. Na época do anúncio do programa e da divulgação do edital, Uberaba já contava com unidades que atendiam os critérios necessários para se classificarem.

Publicidade