Taxa de mortalidade da Covid-19 em Uberaba é a metade da média brasileira

Em análise da evolução da pandemia do coronavírus em Uberaba, o secretário de Saúde, Iraci de Souza Neto, destaca duas taxas importantes na avaliação da Covid-19 no município: a taxa de letalidade e a taxa de mortalidade. A letalidade é uma taxa que compara o número total de óbitos com a quantidade de pessoas infectadas pela doença. A mortalidade é um índice obtido por uma relação dos óbitos para cada 100.000 habitantes da área analisada.

Uberaba atualmente se encontra na semana epidemiológica 36 da pandemia de Covid-19. Segundo o secretário Iraci, na semana epidemiológica 32, o Município apresentava letalidade de 3% e mortalidade 19,77/100 mil habitantes. Desde a semana epidemiológica 33, Uberaba apresentou queda alcançando uma taxa de letalidade de 2,8%, enquanto a mortalidade é de 30/100 mil habitantes.

“Comparando com Minas, que a letalidade é de 2,7% e o Brasil, que é 3,1%, Uberaba está dentro dos padrões estatísticos que é o número acumulados ao longo da pandemia. Enquanto isso, a mortalidade, que tem o seu crescimento natural, constante, temos a metade da média nacional que é 60/100 mil habitantes”, aponta o secretário de Saúde.

Comparando a mortalidade da Covid-19 com municípios próximos, em Uberlândia, por exemplo, a taxa de mortalidade é de 45/100 mil habitantes, enquanto Iturama é 46/100 mil, Conceição das Alagoas apresenta taxa de 47/100 mil, Santa Juliana é de 57/100 mil, enquanto Barretos tem 61 óbitos por 100 mil habitantes. 

“Gostaríamos de não ter nenhum óbito, mas infelizmente esse vírus, quando acometido em pessoas com fatores de risco e em grupos de risco, ele se torna uma condição muito perigosa. Mas, fazendo uma análise matemática, temos mantido um controle sobre os números, não há uma explosão de casos”, ressalta Iraci.


Números em queda. O secretário conta que no mês de julho, Uberaba teve 30 óbitos, quase um por dia, enquanto em agosto foram 32 óbitos, mas o número de casos têm apresentado queda. “Estamos num platô há muito tempo, com cerca de 50 casos diários positivos, mas nos mantendo abaixo das projeções do ‘Observatório Covid-19 Uberaba’ e a nossa taxa de transmissão da doença, o nosso R, atingiu o valor de 0,9”, ressalta Iraci.

O ‘Observatório Covid-19 Uberaba’, fruto de uma parceria da Secretaria Municipal de Saúde de Uberaba com pesquisadores da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), desde junho apresenta gráficos e projeções embasadas em análises científicas para auxiliar os gestores públicos da cidade nas tomadas de decisão. No dia 29 de agosto, o Observatório fez a projeção para o dia 03 de setembro de 3553 casos, podendo chegar até 3845 casos. O Monitoramento Diário para o coronavírus do dia 03 apresentou 3.552 casos, abaixo da projeção.

Publicidade