Sesurb realiza limpeza de bueiros e reparos em danos causados pelas chuvas desta terça (12)

A equipe técnica da Secretaria de Serviços Urbanos e Obras percorreu, nesta terça-feira (12), os pontos onde ocorreram inundações e danos ao asfalto, em razão da chuva no início da tarde.

Segundo o superintendente de Serviços Urbanos,  José Donizetti de Melo, foi feito todo o levantamento dos problemas. A limpeza de bueiros nesses locais terá prioridade. Foram percorridas as avenidas Leopoldino de Oliveira, Guilherme Ferreira, Santos Dumont, Prudente de Morais e o cruzamento das ruas José Bonifácio com Nelson Freire, onde foram verificados danos maiores.

“Sabemos que neste período de chuva sempre existe o risco de alagamentos e, por isso, o cuidado com essa limpeza. Além disso, já está programada para amanhã (13), a recuperação parcial da Rua José Bonifácio com Nelson Freire, onde o asfalto levantou, bem como onde ocorreram estragos menores”, destacou.

O secretário de Serviços Urbanos e Obras, Carlos Roberto Lopes, destacou que existe uma programação semanal de limpeza de bueiros na região central, enquanto esse serviço é realizado a cada quinze dias nos bairros mais afastados. “A população também precisa colaborar e não jogar lixo na rua ou deixar os sacos com esse material nas calçadas fora dos horários estabelecidos para o recolhimento. Isso porque esse lixo carregado pelas chuvas, comuns nessa época, acabam justamente se acumulando e entupindo os bueiros, causando os alagamentos”, lembrou.

Além disso, afirma o titular da Secretaria de Serviços Urbanos e Obras, a Prefeitura tem recursos específicos para a troca de tampas de bueiros que, muitas vezes, quebram com o trânsito pesado na via ou mesmo roubo.

A Companhia Operacional de Desenvolvimento, Saneamento e Ações Urbanas (Codau) informou que o alagamento verificado na Avenida Guilherme Ferreira, ocorreu em razão do grande volume de chuva que veio do grande Abadia/Leblon, por meio da Avenida Nelson Freire.

Na Avenida Guilherme Ferreira, entre a Avenida Leopoldino de Oliveira e Nelson Freire, governos anteriores fizeram a obra de macrodrenagem do Projeto Água Viva, quando se duplicou o canal pluvial. Na Avenida Nelson Freire, não houve obra do Água Viva. Na Avenida Prudente de Morais, as obras de drenagem, onde ocorreram vários pontos de alagamentos, foram executadas no governo anterior.

Publicidade