Semana da Enfermagem é instituída pela Câmara Municipal de Uberaba

Um Projeto de Lei de autoria do vereador Alan Carlos da Silva, aprovado nesta quarta-feira (20), instituiu na cidade a Semana da Enfermagem, que será comemorada entre os dias 12 e 20 de maio. Na prática, no dia 12 de maio é comemorado o Dia do Enfermeiro e no dia 20 o Dia Nacional dos Técnicos e Auxiliares de Enfermagem.

Alan explicou que a data foi escolhida para que os profissionais tenham a oportunidade de discutir e debater em situações como workshops, palestras, campanhas, reuniões e outros eventos, a fim de melhor prover o melhor atendimento dos mesmos nos ambientes de saúde, sejam eles públicos ou particulares. O autor do projeto destacou que estamos vivenciando uma pandemia e o trabalho destes profissionais superam muito o que está previsto pelas competências legais.

“Eles obedecem a protocolos que são de ordem técnica, devidamente ajustados pela comunidade científica, mas, em sua grande maioria, todos trabalham no sentido de desenvolver suas atividades, suplantando ainda mais o que é de competência da profissão”, afirmou o vereador.

Ele também destacou a importância do apoio das universidades locais, para o reconhecimento a todos os profissionais que trabalham no serviço público e privado em prol da população.

Ainda de acordo com Alan Carlos, ele sabe da importância e do empenho que esta profissão exige, pois sua mãe trabalhou durante muitos anos e se aposentou como enfermeira.

O vereador Rubério dos Santos reforçou a importância da iniciativa, para comemorar datas tão importantes, para profissionais tão importantes.  Ele se lembrou que a Dona Aparecida, do Hospital do Pênfigo, foi enfermeira na cidade de Igarapava, e de forma muito corajosa largou tudo e veio para Uberaba criar o hospital para tratar do fogo selvagem.

Para o vereador Ronaldo Amâncio, inserir datas como esta no Calendário Popular do Município é o reconhecimento daquilo que é importante. “As pessoas cobram muitas coisas, mas reconhecer a importância de profissionais como os enfermeiros e técnicos de enfermagem, também é fundamental”, disse o vereador.

Luiz Dutra também elogiou a iniciativa de Alan Carlos, ressaltando que os profissionais merecem todas as homenagens, ainda mais neste momento que estamos vivendo. “São verdadeiros anjos da guarda”, concluiu ele.

 

Homenagens - No dia 12 de maio comemora-se mundialmente o Dia da Enfermagem e o Dia do Enfermeiro, em homenagem a Florence Nightingale, marco da enfermagem moderna no mundo e que nasceu em 12 de maio de 1820. No Brasil, além do Dia do Enfermeiro, entre os dias 12 e 20 de maio, comemora-se a Semana da Enfermagem, data instituída em meados dos anos 40, em homenagem a dois grandes personagens da Enfermagem no mundo. Uma delas é Florence Nigthingale, que nasceu em 12 de maio de 1820, em Florença, Itália.

Em 1845, em Roma, no desejo de tornar-se enfermeira, estudou as atividades das Irmandades Católicas e, em 1849, decidiu trabalhar em Kaiserswert, Alemanha, entre as diaconisas. Em 1854 foi enfermeira de guerra e, durante os combates, os soldados fizeram de Florence o seu anjo da guarda, pois de lanterna na mão percorria as enfermarias dos acampamentos, atendendo os soldados doentes.

Por este motivo ela ficou conhecida mundialmente como A Dama da Lâmpada. Ao retornar da guerra em 1856, recebeu um prêmio em dinheiro do governo inglês em reconhecimento ao seu trabalho. Ela usou este dinheiro e deu início à Primeira Escola de Enfermagem, fundada no Hospital Saint Thomas, em 1859.

Já o dia Nacional dos Técnicos e Auxiliares de Enfermagem, foi escolhido em memória do falecimento de Ana Neri, em 20 de maio de 1880. A enfermeira brasileira foi a primeira a se alistar voluntariamente em combates militares.

Ana Néri nasceu em 13 de dezembro de 1814, na cidade de Cachoeira, na Bahia. Em 1864, quando seus dois filhos foram convocados para a Guerra do Paraguai (1864-1870), ela não resistiu à separação da família e colocou-se à disposição do governo para ir à guerra, sendo considerada a primeira enfermeira voluntária do Brasil. O seu nome foi dado à primeira Escola de Enfermagem oficializada pelo Governo Federal, em 1923. Ana Néri faleceu no Rio de Janeiro, em 20 de maio de 1880.

 

Origem da profissão - Desde antes de Cristo que a profissão de enfermeiro já era conhecida, mesmo sem ter este nome. Eram aqueles homens e mulheres abnegados que cuidavam dos doentes, idosos e deficientes, garantindo a sua sobrevivência. Com o tempo, estes cuidados de saúde evoluíram e, entre os séculos V e VIII, a Enfermagem surgiu entre os religiosos, como um sacerdócio. No século XVI, a Enfermagem já começa a ser vista como uma atividade profissional institucionalizada e, no século XIX, como Enfermagem moderna na Inglaterra.

Publicidade

Anuncie