“Seja a mudança que você quer ver no mundo.” – Mahatma Gandhi

Se as pessoas fossem éticas no trato com tudo o que existe, este mundo teria jeito. Se os políticos respeitassem o cidadão, não teríamos do que nos envergonhar, depois de votar. Se respeitássemos mais o mérito, não teríamos mais que nos empenhar no “jeitinho”. Se fosse investido mais em educação, daríamos um salto na evolução intelectual do ser humano e não teríamos tanta ignorância a ser comandada e manipulada. Se nossas Leis fossem mais rígidas e aplicadas, a Justiça seria muito mais ágil e eficiente. Finalmente, se não tivéssemos tanto descaso no Mundo, de pessoas para com pessoas, pessoas para com animais, flora e fauna, o Mundo não estaria assim, próximo de um colapso. Se o ser humano se dedicasse a fazer o bem, da forma como se dedica a fazer o mal, poderíamos ir muito além e juntos, nessa lista de expectativas que nunca se realizam. Por que será que é t prateleiras. Ninguém se move. Ninguém se comove. Ninguém ousa mudar. Ninguém ousa ser a mudança. Mas eu me nego a me acomodar. Eu me incomodo! Todos os dias tenho um olhar novo sobre o mundo e as pessoas que nele habitam. Todos os dias tenho novas páginas em branco para poder escrever. Isso me dá esperança. Me ponho a observar o número de pessoas que como eu querem ser a mudança e os resultados desta mudança na sociedade e, quiçá, no mundo. E, com um sorriso, lembro que enquanto existir vida algo poderá ser feito, a mudança tem destas coisas, inclui também os grandes navegadores, os grandes descobridores, os santos, os poetas de todas as eras, quase todos sem escrita, sem dinheiro, mas com vontade de sobra - a vasta prole expulsa dos que fazem a valia do mundo, mas que jamais serão esquecidos. Ainda tenho fé no ser humano. Muitos acreditam que sim; outros que não, mas toda mudança impõe condições: para transformar o Mundo, teremos que começar por nós. Teremos antes de mudar alguns de nossos valores, crenças e atitudes. Mas mudar nossos valores não será uma tarefa fácil. Até agora, pelo menos, a maioria das pessoas está aprofundando cada vez mais a distância que as separa das pessoas que hoje estão na vanguarda do mundo. As melhores pessoas são hoje o motor do progresso humano, e a vantagem que possuem são os seus valores sociais, sentimentais e pessoais. Apesar de toda essa dificuldade para sermos a mudança que queremos ver no mundo, encerro este artigo com uma nota de otimismo: Convido a todos pelo menos tentarem ser a mudança que querem ver no Mundo. Não se calem. Não se acomodem com o que incomoda. Manifestem suas opiniões, lutem pelo que acreditam, não fiquem em silêncio. Toda vidraça é vidro e embora todos corram riscos, aparentemente, os políticos são os que mais temem a mudança, ou menos desejam a transformação das pessoas no Mundo – elas podem acordar e incomodar!!

Por Cláudia Costa Capuci

Publicidade

Anuncie