Prefeitura realiza encontro visando melhorar a captação de recursos para o município

A Secretaria de Projetos e Parcerias Intersetoriais (SEPPAI), organizou nesta terça-feira, dia 13, encontro com os monitores/fiscais de convênios das secretarias e autarquias da Prefeitura de Uberaba. A reunião realizada no anfiteatro do Centro Administrativo teve como objetivo possibilitar aos presentes o entendimento do fluxo dos convênios e dos contratos de repasse, analisando o fluxo desses instrumentos legais de transferência de recursos. O intuito é contornar problemas recorrentes que impedem a execução e, consequentemente, a aprovação de verbas junto aos órgãos competentes.

“Temos na prefeitura uma estrutura que é responsável pela dinâmica de captação de recursos. A Seppai tem como principal função fazer a varredura nacional e estadual de todas as verbas que os governos dispõem para o município. Via de regra, esses recursos são direcionados aos municípios através de convênios. Durante esse encontro, discutimos o modo operante da sistemática de convênios, prestação de contas, e afins, de forma a aprimorar a capacidade da prefeitura em relação à gestão de convênios”, explica o secretário da Seppai, Glauber Faquineli, 

Para o secretário, é necessário despertar em todos os fiscais de convênio o empenho em função do município, de forma que, Uberaba sempre seja prestigiada com os recursos que forem disponibilizados pelos governos estadual e federal. “A ideia é tirar as duvidas operacionais e interiorizar a importância de estar atento para se enquadrar nos convênios. O importante é que a cidade não perca nenhuma verba que possa ser disponibilizada para a sociedade”, afirma Faquineli.

A Seppai realiza o monitoramento de todos os programas que são abertos pelo governo federal e estadual, porém o que se tem analisado é que, com a escassez de recursos dos municípios, o Governo Federal acaba sendo mais rigoroso no acompanhamento e aprovação das propostas apresentadas. “Nesse encontro queremos é tirar alguns ruídos que possam existir no trâmite operacional, para que a gente tenha um bom desempenho no fluxo de informações de documentos, principalmente no quesito cadastro de propostas e depois prestação de contas. Não podemos deixar o município no risco de, por uma informação ou outra, ficar excluído de um provável recurso que possa fazer falta para a comunidade uberabense”, reforça Glauber.

O prefeito Paulo Piau aponta que a gestão da prefeitura é muito complexa, ela é a maior empresa/instituição da cidade, tanto em termos numéricos de servidores, quanto em relação à prestação de serviços. Por conta disso, o prefeito aponta que é indispensável um funcionamento adequado, onde todos falam e entendem o discurso da mesma forma.

“É importante que todo mundo saiba executar bem a sua função para que a coisa flua. O poder público precisa prestar um bom serviço para a comunidade e para isso é necessário termos uma estrutura de gestão. Se não estivermos organizados vamos nos perder, se não prestarmos conta no dia certo, da forma certa somos nós que sairemos perdendo. Essa reunião é para tentar nivelar a informação. É um treinamento para que a gente tente cumprir nossa tarefa no tempo certo. Quem agradece no final é a população de Uberaba que é a beneficiária dos nossos serviços”, destaca Piau.

Publicidade