Polícia investiga ex-padrasto e tio de menor de 13 anos, acusados de estuprá-la

Uma mulher de 29 anos procurou a AISP 83 do bairro Abadia, para denunciar o estupro de sua filha de 13 anos.

Segundo a denunciante, na sexta feira, 23, por volta de 23h50min, ela teve que se ausentar de sua casa para buscar seu filho de sete anos e enquanto isso, ficaram na residência, a vítima, sua outra filha de nove anos, a avó das meninas e seu irmão de 19 anos.

Conforme repassado à Folha Uberaba, ao sair, sua filha estava no banho e quando retornou por volta de 00h30, a adolescente ainda estava no banho e o suspeito, tio da menor, estava na sala sem camisa e de bermuda sem cueca, o que causou suspeita, ela questionou a filha que negou que tivesse acontecido algo, apesar de desconfiada, ela disse não perceber mudança no comportamento da filha.

Segundo ela, seu irmão estava apenas de passagem e após ele sair, voltou a questionar a filha o porquê da demora no banho.

A menina então, aos prantos, disse que seu tio bateu na porta do banheiro e, após entrar, pediu que ela abaixasse a toalha que cobria seu corpo e manteve relação sexual com ela, ainda segundo ela, ele não usou preservativo.

A mãe então perguntou se era a primeira vez que ela se relacionava sexualmente com um homem e a menor disse que não, que a primeira vez havia sido em outubro de 2020, com o ex-padrasto de 30 anos.

A menor relatou que o ex-padrasto a procurou por três vezes, todas sem o uso de preservativo e ele a coagia para manter o ocorrido em segredo.

A menor disse que tinha muito medo do que poderia ocorrer se denunciasse o ex-padrasto e o tio.

Uma guarnição realizou diligências em busca dos autores, mas eles não foram localizados.

A menor foi encaminhada ao hospital de clínicas da UFTM para atendimento e a denunciante foi orientada a procurar a delegacia especializada em crimes contra a mulher.

O caso será investigado pela polícia civil.

Publicidade

Anuncie