O espanto dos avisados...

Mozart Jr. - mozartct@yahoo.com.br

 

“Rompe com o amigo que frequenta os teus inimigos.”

Muslah-Al-Din Saadi

Hoje as redes sociais na cidade acordaram em polvorosa, o motivo: a demissão de apadrinhados dos vereadores que votaram contra o prefeito Paulo Piau no episódio do processo de impedimento do alcaide.

Lá vamos nós, meus três fiéis leitores que me perdoem, mas tem coisa que faz a gente repensar a vida... Será que sou cego demais ou tem gente fingindo que é?

Quanta hipocrisia nessa hora!

Essas pessoas que estão escandalizadas (oh!), quantas delas, manteriam ao seu lado em sua empresa, em sua casa, pessoas que são declaradamente adversárias, quiçá inimigas?

Vamos falar sério, que exército acolhe em seu meio, integrantes do exército adversário?

Então, se os nobres vereadores já se declararam oposição, ainda que tardia e suspeita, não há justificativa para manterem aliados, ou olhos seus, no executivo. Isso é óbvio. Ou alguém imagina o Bolsonaro contratando o Palocci?

Mas o ponto a que quero chegar é outro, a questão do espanto, da revolta e outras mais.

Ora bolas! É muita hipocrisia de gente que diz que quer ver um país diferente e até de postulantes a cargos eletivos, vir com essa história que está “horrorizado” com a medida tomada pelo prefeito...

Quer se escandalizar? Então meus amigos, vamos nos escandalizar em saber que esse tipo de expediente, de negociata, é normal na política. Ou então, assuma que "ah isso aí é normal..."

A indignação não deveria ser em saber que há tanto cargo que é ocupado, não por competência, salvo exceções, mas porque é alguém ligado a esse ou aquele vereador que hoje, aos quarenta do segundo tempo, posa de oposição?

Aliás, alguns desses vereadores pensam que enganam a quem? Será que esqueceram que vivemos na era dos “prints”?

 Será que acham que nas proximidades da eleição, suas artimanhas ficarão ocultas?

Está na hora de assumirmos que conhecemos o jogo, que infelizmente, a política aqui, falo do país, é feita de oportunismo, de gente que vai na onda do momento e ilude um monte de pessoas que ainda acreditam que personagens são reais.

Apenas para encerrar, cito um exemplo, tem oportunista pra todo lado sendo endeusado em rincões longínquos de suas histórias pela força das redes sócias e do marketing realizado nelas, porem nos quintais desses “monstros da lacração” eles não enganam ninguém...

 

Publicidade

Anuncie