Novo decreto da Prefeitura de Uberaba vai instituir barreira sanitária

Uberaba deve apertar o cinto no controle de entrada de pessoas de outras localidades. Em novo decreto, que deve ser publicado nesta terça-feira (24), o prefeito Paulo Piau determinará novas medidas para instituir uma barreira sanitária. O objetivo é evitar a entrada de pessoas infectadas ou com suspeita de Covid-19 e proteger a população de Uberaba.

As diretrizes para a instituição de barreira sanitária estão em construção conjunta com diversas secretarias municipais, forças de segurança – incluindo polícias rodoviárias - e instituições estaduais e federais. De acordo com o prefeito, a medida é fundamental porque Uberaba está entre duas cidades, Ribeirão Preto (SP) e Uberlândia (MG), já com mais casos confirmados que Uberaba, além de São Paulo e Belo Horizonte, capitais consideradas epicentros no País.

“A chamada barreira sanitária será uma forma de abordar as pessoas. Conforme o local de origem elas devem cumprir isolamento domiciliar por no mínimo 14 dias. É uma forma também de alertar que nós não podemos estar expostos. Teremos medidas controladas, por enquanto será mais informativo e pedagógico, com recomendações, mas esta barreira poderá evoluir até mesmo para impedir que as pessoas entrem em Uberaba. Seja ônibus, caminhão ou carro. Se for necessário vamos, sim, apertar o cerco cada dia mais”, disse o prefeito.

Rodoviária e aeroporto – A Prefeitura também está atenta à rodoviária e ao aeroporto. O secretário de Administração, Rodrigo Vieira esteve no Terminal Rodoviário na manhã desta terça-feira, onde a circulação de pessoas já é quase zero. De acordo com ele, quase todas as empresas de ônibus já estão com os guichês totalmente fechados, e os abertos estão sem comercialização de passagens. As viagens interestaduais já estão suspensas e as portas devem permanecer fechadas, com abertura apenas para acesso administrativo. O comércio no local também está fechado.

Representante do aeroporto também participou da reunião com autoridades de segurança na manhã de terça-feira. O local está praticamente fechado, sem funcionamento dos serviços e com todos os vôos comerciais temporariamente suspensos pelas empresas aéreas. A movimentação de vôos particulares é mínima, e eventuais passageiros dessas aeronaves passarão por avaliação para cumprir com todos os protocolos de saúde.

Publicidade

Anuncie