Mulher embalava drogas para a venda ao lado da filha de seis anos

Um homem de 26 e uma mulher de 24 anos foram presos nesta quarta-feira, 7, no bairro Rio de Janeiro pelo crime de tráfico de drogas, outro autor de 28 anos, já identificado, não foi localizado. De acordo com as informações repassadas à Folha Uberaba, a PM recebeu denúncia anônima de que um indivíduo em um veículo Ford Ka, vermelho, estaria distribuindo drogas na região. Equipes passaram a fazer rastreamentos pelo bairro e depararam com o veiculo conduzido pelo autor de 26 anos, saindo de uma residência na rua Nair Silva Oliveira.

O autor levava uma criança, de nove anos, no carro e ao ser informado das denúncias, negou e disse que estava apenas passeando com o filho da namorada. Após buscas no veículo, os militares encontraram sob o console do câmbio,seis buchas de maconha embaladas para comércio e 85 reais em notas diversas na parte superior do console. Durante a abordagem, um parente da criança chegou ao local para pegá-la e disse que foi avisado pela mãe da criança que o autor estava sendo abordado.

Em seguida os militares foram até a residência de onde o autor havia saído e ao chegarem, depararam com a autora de 24 anos, sentada em um colchão, ao lado de uma criança de seis anos, que ela disse ser sua filha. Enquanto a criança brincava com uma boneca, a mãe cortava e embalava pedras de crack em embalagens de xup-xup, ao lado dela havia uma balança de precisão e várias notas de valores diversos. Ao ser questionada, a mulher disse que seu marido, de 28 anos, havia acabado de sair com uma carga de drogas, maconha e cocaína e que o primeiro autor havia acabado de pegar uma pequena quantidade com ela para entregar no bairro.

A mulher disse aos policiais que, o trio comercialização drogas no bairro ha um tempo e que essa é uma forma de arrecadaram recursos financeiros ainda segundo ela, o trio é integrante de facção criminosa. Na casa, os militares apreenderam 31 buchas de maconha embaladas para a venda, dois tabletes maiores da droga, 16 embalagens de xup-xup com pedras de crack, uma embalagem com cocaína escama de peixe, um rolo de plástico filme, dois pacotes de embalagens para xup-xup, balança de precisão e 1060 reais que a mulher declarou ser da venda de drogas do dia. Após a prisão da autora, a criança ficou com uma vizinha, que a autora disse ser a babá dela. Durante a ocorrência o marido da autora ligou para a residência de um vizinho e disse já saber da presença policial, ele disse que não iria lá e iria enviar um advogado.

Quando os militares chegaram a delegacia com os autores, a namorada do primeiro autor compareceu ao local e, ao ser questionada sobre a presença da criança junto a seu namorado enquanto ele traficava drogas, a mulher de 33 anos, disse que: "é normal seu filho andar com o namorado e que os problemas dele não podem afetar seu relacionamento." O veículo que era usado pelo autor foi removido ao pátio credenciado do Detran.

Publicidade

Anuncie