HC-UFTM é o primeiro na avaliação de residências em Neurocirurgia, entre hospitais universitários

Fotos: Unidade de Comunicação HC-UFTM

Pelo segundo ano consecutivo, a residência médica em Neurocirurgia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro é destaque no exame de conhecimentos aplicado pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia - SBN. Dentre os hospitais universitários, o HC-UFTM conquistou a maior nota. Na avaliação geral, incluindo hospitais filantrópicos, mantém a segunda colocação. O resultado foi divulgado na última semana de julho. 

Participaram 102 hospitais das cinco regiões brasileiras. A média obtida pelos residentes do HC-UFTM foi 88,3 pontos. O Hospital Felício Rocho, de Belo Horizonte, ocupa o primeiro lugar, com 90,2. Empatado com o HC-UFTM, também em segundo, está o Hospital São José do Avaí, de Itaperuna/RJ. Em terceiro, com 86,8, aparece o Hospital de Clínicas da UFMG.

“Esse excelente desempenho é resultado da disciplina dos alunos e também da qualidade das atividades desenvolvidas, tais como práticas cirúrgicas, discussões de casos clínicos, seminários e aulas. Sempre na presença do supervisor ou de preceptores”, repercute o coordenador do programa, Roberto Alexandre Dezena.

 

Referência

A avaliação aconteceu simultaneamente em diversas cidades brasileiras, dia 7 de dezembro de 2018. Durante todo o ano, neurocirurgiões de destaque são convidados para colaborar com o banco de questões. As provas são preparadas pela Comissão de Ensino da SBN e aplicadas pelos coordenadores locais para os residentes de cada região.

Para fortalecer a motivação dos residentes, segundo Dezena, é essencial valorizar esses profissionais. “Nos preocupamos em demonstrar que eles são indispensáveis para a manutenção do Hospital como referência em neurocirurgia para todo o Brasil central”, destaca. 

Iniciada em 2016, a residência em Neurocirurgia do Hospital de Clínicas tem duração de cinco anos e oferece uma vaga anual. Credenciado como Centro de Referência de Educação Continuada para o quadriênio 2019-2022, pela Federação Latino-Americana de Sociedades de Neurocirurgia, o HC-UFTM também recebe neurocirurgiões estagiários de outros países do continente, contribuindo para a projeção do HC no cenário internacional.

 

 

 

Publicidade

Anuncie