Gaeco deflagra operação "CAECUS" contra organização criminosa

O Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado – Gaeco Regional de Uberaba/MG e a Polícia Civil de Minas Gerais em Uberaba/MG, através da Delegacia Antidrogas, com o apoio da 5ª Região da Polícia Militar de Minas Gerais, por intermédio do 4º Batalhão de Polícia Militar e 67º Batalhão de Polícia Militar; CPE – Comando do Policiamento Especializado,
por intervenção de equipes do Batalhão ROTAM; Gaeco de Uberlândia/MG; 9ª Região da Polícia Militar de Minas Gerais, por meio da 9ª Companhia Independente de Policiamento Especializado e Departamento Penitenciário de Minas Gerais – DEPEN-MG, deflagrou nesta sexta feira, 25, a Operação “CAECUS”.

Vários Mandados de Prisão e de Busca e Apreensão foram expedidos pelo Excelentíssimo Doutor Juiz de Direito da 3ª Vara Criminal da Comarca de Uberaba/MG.
A referida operação teve como objeto o acompanhamento de famigerada organização criminosa de atuação nacional, principalmente em relação a ocorrências de “TRIBUNAIS DO CRIME” na cidade de Uberaba/MG, onde, integrantes do grupo criminoso procediam “julgamentos” de seus membros e/ou
pessoas imbuídas nas comunidades de atuação da ORCRIM.

Segundo os "regulamentos" da organização, as pessoas julgadas estavam em desacordo com normas disciplinares impostas pelo grupo. Historicamente, a ORCRIM institui setores responsáveispor planejamentos de atentados contra agentes de segurança pública e
autoridades.
Segundo as informações repassadas à Folha Uberaba, recebte atentado contra policial penal de Uberaba, teria partido de ordem dessa organização.

Segundo apurado, no “pacote” das ações disciplinares, estavam contidas ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA, AGRESSÃO, TORTURA, SEQUESTRO e CÁRCERE PRIVADO com o aval da ORCRIM, através do “QUADRO
DISCIPLINAR” da “REGIONAL 34”, contemplando criminosos de Uberaba e Uberlândia, com total desprezo a preceitos legais.

Essas práticas provocam tensões, ameaças e conflitos nas comunidades carentes locais, e, consequentemente,
perante agentes de segurança pública e autoridades.
Foram cumpridos 07 (sete) Mandados de Prisão, sendo 06 (seis) na cidade de Uberaba e 01 (um) em Campo Florido e; 11 (onze) Mandados de Busca e Apreensão, sendo 08 (oito) em Uberaba, 01 (um) em Uberlândia e 02
(dois) em Campo Florido.

O conceito da Operação faz alusão a palavra latina caecus, que significa cego, uma analogia ao Item 18 da “Cartilha de Condução” (item reprovável) normatizada pela ORCRIM, a qual denomina-se “FALTA DE VISÃO”, quando o integrante do grupo não tem a real dimensão das consequências que suas atitudes podem acarretar, seja para o grupo criminoso, para si ou para terceiros.

Participaram da Operação “CAECUS”: Promotores de Justiça, as Polícias Militar, Civil e Penal, Agentes do Gaeco e servidores do Ministério Público.

Publicidade

Anuncie