Festas juninas adaptadas reaproximam comunidades e escolas

Continuando a série de reportagens sobre o que as escolas municipais em Uberaba (MG) estão criando para minimizar os impactos do afastamento dos alunos, apresentamos o assunto de hoje, que são as adaptações das festas juninas, momento mais esperado em dias letivos normais. Conforme informado à Folha Uberaba, seguindo todas as recomendações da Secretaria de Saúde e de Defesa Social, os profissionais voluntários de algumas unidades da Rede prepararam a Carreata Junina.

Segundo a secretária Silvana Elias, as ações são baseadas nos sofrimentos que a pandemia causa principalmente para alunos da educação infantil, que vêem na escola uma fonte de afeto, de acolhida, de receptividade. “De repente eles viram os laços cortados de um dia para o outro. É uma maneira de manter esse vínculo deles e da família com a escola, de ver as pessoas que essa criança conhece e de prestar uma homenagem ao aluno. São atividades planejadas, sem aglomeração e contato direto e das quais participaram os profissionais voluntariamente. É um momento de cultivar afetos, o que é muito importante para as crianças”, confirma.

Na Escola Municipal Esther Limírio Brigagão, a festa foi com carreata no bairro. A equipe preparou um kit para entregar aos alunos. "Mesmo sem o contato físico, é um momento de acabar com um pouco da saudade", constata a secretária.

Na Escola Municipal Ricardo Misson, a festa junina foi virtual, em que todos enviaram fotos e vídeos da quadrilha em casa. Além disso, alunos e professores se arriscaram em desafios de dancinhas no aplicativo Tik Tok. Algumas crianças foram ousadas e fizeram desafios aos professores. Para a diretora Raquel Oliveira, é uma maneira de manter o contato entre a escola e a família, com uma linguagem muito acessível aos alunos.

Para a festa junina com carreata do Cemei Professora Marília Barbosa Silva, a diretora Mayara Dib e equipe organizam, com as devidas medidas de proteção, a carreata e lembranças típicas para os alunos. “Saquinho com o milho de pipoca será um convite à experiência aos pais; para que eles possam, junto das crianças, estourarem a pipoca em casa”, conta a diretora.

Na Escola Municipal São Judas Tadeu, o diretor Wagno Santos, conta que o nome do arraial junino é 'Drive-thru Passou, pegou e levou!'. Nessa semana a entrega das atividades acontecerá na quinta-feira (02) em sistema drive-thru, concomitantemente com a comemoração da festa tradicional do mês. “Os nossos professores estarão presentes para mandar um oi de longe para nossas crianças e pedimos que todos estejam com seu traje junino, usando máscaras, sem sair do carro”, completa.

O google meet será o local da festa julina do Cemei Nossa Senhora de Lourdes, com muita música e diversão. Além da festança e das atividades já realizadas pelo Cemei, haverá projeto de leitura online proposto pela equipe escolar.

Publicidade