Dor de garganta: quando procurar um médico?

Com as mudanças climáticas a garganta é a primeira a demonstrar sintomas. Além da alteração no tempo, alergias, refluxo e o hábito de fumar podem ocasionar esse tipo de dor. É importante se hidratar e lubrificar a garganta, tome bastante líquido, mesmo que haja algum incômodo para engolir.

De acordo com o otorrinolaringologista do Hospital Santa Clara, Dr. Alexandre Soares Fogaça de Aguiar, as sopas, chás, própolis, limão e mel podem ajudar a aliviar o desconforto e hidratar o paciente. “Procure um médico quando a dor não passa ou está aliada a presença de pus, febre, dor no corpo e dificuldade para abrir a boca. A maioria dos casos indica uma doença infecciosa (viral ou bacteriana) e de fácil tratamento”, explica o doutor.

Gripe e resfriado são os tipos mais comuns de infecções virais. “A dor que dura mais de uma semana pode ter sido ocasionada por substâncias irritantes ou lesões como forçar a voz, baixa umidade, síndrome da fadiga crônica, drenagem nasal posterior ou algum corte causado ao engolir algo pontiagudo, como um ossinho ou espinha de peixe. Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), alguns pacientes infectados pelo novo coronavírus podem se queixar de dor na garganta. Por isso, se a dor vier com algum outro sintoma de covid-19 é preciso buscar orientação medica”, orienta o otorrino.

 

Tratamento - O tratamento para a dor de garganta depende das causas. Por isso, é fundamental informar ao médico todos os sintomas durante a consulta. Somente um especialista é capaz de indicar os medicamentos necessários para o seu caso. Além do mais, é muito importante seguir todas as orientações, tomando os remédios nos dias e horários indicados e manter o tratamento até o fim.

Publicidade

Anuncie