Coluna Mozart Jr. Sem Censura






Palavras
Cada frase do adulador é composta de um sujeito, um predicado e um cumprimento.
Georges Clemenceau

 

Quente
Fim de semana quente na terrinha, motivo: Política é claro, Sábado convenção do PMDB com muita gente na casa do Folclore e claro, as provocações não poderiam faltar. Aliados comemoravam e se vangloriavam nos grupos de WhatsApp falando em força da candidatura do prefeito à reeleição.


Oposto
Adversários por sua vez cutucavam lembrando a polêmica gravação do presidente da Cohagra convocando moradores de conjuntos habitacionais. Outro ponto citado pelos adversários foi a grande presença de gente “comprometida” com a atual “situação...em que eles próprios estão”


Apareceu
Pessoal não perdoa: “E tem um pré-candidato a vereador que já protagonizou diversos debates pelas redes sociais pela volatilidade de suas convicções que não deixou por menos e apareceu no sentido exato da palavra no vídeo da convenção, a empolgação do moço chegou a deixar até o prefeito boquiaberto...”


Rasteira
A julgar pelo comportamento de alguns simpatizantes de diversos candidatos nos grupos e redes sociais a conclusão que se chega, infelizmente, que novamente devemos nos preparar para uma disputa rasteira, longe de princípios éticos que a norteiem. O que veremos a julgar pelo comportamento de alguns pares, serão ataques pessoais, jogadas baixas mesmo. Aliás, no que diz respeito a partidos isso continua acontecendo e os golpes seguem sendo dados...


Calou?

A polêmica que agita a cidade envolve o cantor João Neto da dupla João Neto e Peixinho. Segundo desabafo do musico, ele teria sido proibido de participar de show na Concha Acústica no domingo por ter participado momentos antes, de evento que pedia a cabeça da presidente afastada Dilma Rousseff.


Versão
Na versão do músico, ele foi de forma ditatorial proibido de exercer sua arte pela presidente da FCU, Sumayra Oliveira, pelo fato de a presidente da FCU ser de partido de esquerda, e ter tomado as dores da “turma do PT”.

Versão II
A FCU em nota, informou que o referido músico não estava na agenda deste domingo no evento, fato que é confirmado pelo calendário divulgado com antecedência, o músico relata que foi convidado para compor uma das bandas que iria tocar e na qual faltou um integrante.  O assunto ainda promete render essa semana, segundo o músico, o prefeito teria ficado do seu lado, inclusive ligando para se desculpar pelo ocorrido.


Codau
No programa Paulo Garcia na Terra FM, recebemos o presidente do sindicato dos funcionários do Codau, Jasminor Ferreira e mais dois integrantes do sindicato. Uma coisa chamou atenção dos ouvintes; a coragem de rasgar o verbo do rapaz. Além de não se furtar a responder nada, ele foi direto nas respostas e deu nome aos bois.


Gestão
Jasminor apontou inúmeras falhas de gestão na atual diretoria da autarquia e ainda declarou que o presidente não tem tido tempo para atender os funcionários por estar ocupando seu tempo com campanha pela reeleição do prefeito.


Absurdo
O presidente do sindicato disse ser absurdo por exemplo, que o funcionário seja levado para iniciar um serviço e tenha que ser levado para almoço na hora pré estabelecida, as 13 horas, retornando as 14 e quando são 15:30 tem que ser levado de volta, independentemente da situação do serviço, para bater ponto as 16 horas.  Esse seria o motivo de tanto serviço inacabado pela cidade.


Falhas
Segundo ele, isso se deve ao não cumprimento de promessa de aumento do efetivo de operários e do não cumprimento do compromisso de realizar turnos, o que evitaria a paralisação de serviços pela metade.


Sem esperança
Duas revelações que tiraram a esperança de muita gente, não há como não ter ar nos canos, a menos que o cidadão compre algum dispositivo por sua conta que possa amenizar o problema, o outro é em relação aos problemas de falta de agua, segundo ele a tendência é que isso se agrave com o tempo, caso as prometidas medidas, que ficaram só no papel, não sejam cumpridas.


Tachões
Jasminor também não fugiu da raia em relação aos tachões que estão sendo retirados da avenida Leopoldino de Oliveira, para ele, “esse dinheiro vai pelo ralo...” O presidente do Codau fez também o seguinte questionamento: “O presidente Luiz Neto aumentou o valor das tarifas de agua por conta da necessidade de aumento aos funcionários, porém não deu esse aumento, ele, Luiz Neto, vai devolver esse dinheiro à população?”


Comparou
Jasminor também não fugiu da raia e declarou que, para os funcionários do Codau, a administração anterior cumpriu mais os acordos prometidos em relação a reajustes, para ele, a atual administração pode ter sido boa para funcionários da PMU mas para o Codau é uma lástima.


Publicidade
Ponto já discutido no programa, a verba publicitária gasta pelo Codau também foi alvo de críticas do presidente do sindicato que, inclusive, declarou já ter falado isso ao próprio presidente da autarquia, segundo ele, é difícil entender tanto gasto com publicidade de uma instituição que não tem concorrência, o que está em total concordância com a última discussão sobre o tema no programa.

 

Apoio????
Anderson Adauto reuniu a imprensa no final da tarde de hoje, 1º, para anunciar que terá apoio do PT local, estadual e nacional, até com possível vinda de Lula a Uberaba. Fica a pergunta: na atual conjuntura isso é apoio ou rasteira?

Publicidade

Anuncie