Coluna Mozart Jr. Sem Censura




Palavras
Não sou político; sou principalmente um individualista. Creio na liberdade; nisso se resume a minha política...
Charles Chaplin

 

Absurdo
Situação de candidato a uma vaga no concurso da prefeitura trouxe à tona uma situação digna de sites que tratam do absurdo. O rapaz que é amputado, fez a inscrição, onde constam todos os detalhes de sua deficiência e passou na primeira fase sendo classificado para a prova objetiva.


Ah é
Aí vem o absurdo; Chegando lá mandaram entre outras coisas, que ele carregasse 2 sacos de cimento. O rapaz explicou que era impossível ele cumprir a prova em igualdade de condições com outros que ali estavam, que mesmo sem deficiência, já tinham dificuldades em carregar o peso. A responsável pela prova pediu que ele assinasse uma desistência, ele não concordou e sentindo-se lesado acionou a PM que lavrou boletim de ocorrência.


Injustificável
O secretário de comunicação da PMU, Denis Silva até ligou no programa para tentar justificar o injustificável. O caso é simples; alguém cometeu um erro crasso, o rapaz foi prejudicado. Ah quem elaborou o concurso foi uma terceirizada, ele não tem nada com isso. A terceirizada foi escolhida e recebeu para fazer o serviço pela prefeitura. É aguardar as cenas dos próximos capítulos.


Mais uma
Outro assunto que tem feito barulho nos últimos dias é o concurso do IPSERV. Muita gente preocupada com possíveis “favoritos” inscritos no concurso. Uma coisa é certa, a vigilância sobre o processo será redobrada, tanto por candidatos como por outras partes interessadas, alguns, loucos para achar possíveis irregularidades que possam vir a acontecer.


Curioso
Com a aproximação do pleito de 2016 alguns fatos tem chamado a atenção de alguns observadores da política local. Um influente secretário do prefeito procurando de forma insistente um adversário do grupo da situação tem deixado as orelhas em pé.


Siciliano
Falei aqui outro dia do intenso movimento em torno de se atingir o siciliano ou pelo menos mina-lo e as peças do xadrez estão sendo movidas de forma cada vez mais francas.


Peões
Enquanto alguns peões se movem afoitos de lá pra cá na tentativa de angariar atenção e importância no tabuleiro, rainhas e até cavalos desse tabuleiro são movimentados de forma mais agressiva que a usual e bispos fazem seus jogos de bastidores, o que se vê é que o jogo está cada vez mais aberto.


Rede
E os ataques nas redes sociais estão cada vez mais violentos e sujos. O que tem de gente usando as redes sociais para atingir seus adversários é uma festa, parece que o que se viu na disputa pela presidência na última eleição, quando exércitos fakes dos dois lados eram usados para atacar e denegrir os adversários, terá continuidade nessa eleição.


Dinheirinho
Cá na terra do Zebu todo mundo sabe que essa época é vista por alguns para ganhar um dinheirinho e o expediente é o mesmo de sempre; Começam batendo forte no candidato A ou B na esperança de que o próprio os chame para um acordo, aí feito o acordo, mudam o discurso como se nunca tivessem dito nada daquilo...


Plano B
Em caso de não haver acordo a esperança do adversário gostar das jogadas e bancar os ataques... E assim vai o povo que acompanha as redes sociais acreditando que há idealismo em algum dos lados.

Publicidade