Coluna Mozart Jr. Sem Censura





Palavras
Em política não se escolhe a companhia.
Nils Kjaer

 

Ela foi

A tão esperada entrevista com a pré-candidata Marisa Ribeiro correu dentro em muito mais normalidade do que se esperava. As participações por telefone foram tranquilas e as pessoas souberam entender o sentido do programa que foi ao ar nesta quarta-feira pela Terra FM.


Diferente
A impressão que ficou da pré-candidata é que ela ainda está longe de demonstrar a desenvoltura habitual quando o assunto é política. Questionada sobre a decisão de oferecer seu nome para o pleito de outubro, a moça disse que foi convencida pelo coordenador político Gleibe Terra Jr a entrar na vida política.


Interessante
Quando questionada porque decidiu sair do partido e filiar-se a um outro que é da base aliada do atual prefeito ela disse que foi “melhor atendida”, ou seja, indiretamente ela disse que faltou assistência (politica) por parte do secretário...


Negou
Marisa negou que tenha recebido vantagem financeira para mudar de opositora à apoiadora do prefeito Paulo Piau, também se negou a avaliar o atual administrador. A novata na política confessou sua quase total ignorância no tange ao assunto e disse estar buscando aprender, tanto por conta própria quanto com as orientações passadas pelo grupo político que abriga sua pré candidatura.


Coragem
Ela foi firme em dizer que não teme as críticas que virão e sabe que acontecerão. Ela concordou que sua trajetória de vida será usada pelos adversários para denegrir sua imagem, porém disse que está disposta a mostrar um outro lado, o lado de uma pessoa compromissada com uma política diferente.


Reações
As reações, pelo que observei nas redes sociais, foram conflitantes. Enquanto alguns admiradores a defenderam e garantiram que sua pontual inabilidade não os impedirá de acreditar em sua candidatura, os contrários à sua candidatura aproveitaram para criticar sua falta de conhecimento político e sua omissão em se posicionar sobre a atual administração.


Cobrança
Marisa não se fez de rogada quando perguntada sobre vídeo que teria vazado que a mostra embriagada discutindo com policiais. Ela assumiu o erro e ainda perguntou; “Quem nunca cometeu erros?” até o passado do senador Aécio Neves foi lembrado em relação a isso.


Nenhuma causa
Quem esperava nessa entrevista vislumbrar uma nova Cicciolina ficou decepcionado, a moça não tem um idealismo político formado, não defende nenhuma causa de minorias e não parece vocacionada para tal. Agora é esperar para ver o que acontece na sequência dos fatos, com certeza ela deve amadurecer até o pleito e ser orientada também sobre posicionamentos “de interesse” já para entrevistas futuras, quem perdeu a entrevista de hoje certamente não terá outra chance de ver uma Marisa tão pura politicamente já nas próximas, quem acompanha a política sabe o que estou falando.


Claro
Uma coisa ficou claro para todos, os recrutadores de partidos não estão nem aí para questões relevantes politicamente, o que interessa são pessoas que possam arrecadar alguns votos...


Educação x formação
Pacientes que passaram por pericia obrigatória no estado nos últimos dias são unânimes em dizer que o comportamento de médico que atende os servidores ali na unidade pericial está bem longe do que se espera de uma pessoa com tal formação, o profissional estaria tratando os servidores com grosseria. Já falei aqui sobre o problema das pessoa confundirem escolarização com educação.


Lanchinho
O locutor Paulo Garcia voltou a lembrar do “lanchinho” da CMU hoje, leitor da Coluna lembra que um vereador adquiriu recentemente uma panificadora e questiona; Será que ele se empolgou ao ver os valores que CMU paga...


Alô PROCON
Apesar de não acreditar que essa reclamação faça diferença, pela total indiferença em relação ao assunto por parte do órgão que deveria defender os consumidores, lá vai: O banco Mercantil do Brasil segue ligando os caixas eletrônicos apenas em horário comercial e só de segunda a sexta, cliente que precisar utilizar um terminal ali após as 18 horas ou antes da 8 que se vire. Aí fica a pergunta: Em tempos de concorrência tão acirrada entre bancos, o que pretendem? Já é lastimável o fato de possuir apenas uma agencia na cidade e desse jeito...


Despertar amargo
Fontes da coluna garantem que algumas pessoas envolvidas com certo movimento que até outro dia agregava todos contra a “corrupção” foram surpreendidos ao se perceberem desligados do núcleo do movimento. Houve uma cisão, os caciques de um lado e os índios por sua vez tiveram que criar uma opção alternativa.


Alvo
E o candidato citado aqui como único capaz de agregar todos os grupos opositores da cidade, contra ele, parece que continua a causar. Reuniões impensáveis tem sido articuladas no sentido de isolar o “Siciliano” ...

Publicidade