Coluna Mozart Jr. Sem Censura

Palavras
“A liberdade de eleições permite que você escolha o molho com o qual será devorado.”

Eduardo Galeano

 

Poderoso
Causou frisson pelos grupos políticos de WhatsApp a divulgação de notícia, até vencida, de que Aelton Freitas é um dos deputados mais influentes hoje no Congresso Nacional. Os adversários taxaram como absurda a notícia e relembraram os episódios em que o deputado esteve envolvido.

Desagradou
Por falar em Aelton Freitas, apesar do rebu causado no interior do PSB pela presença dos candidatos a vereador pelo PR, partido comandado pelo deputado, a aliança segue firme. Muitos pré-candidatos do PSB usaram as redes sociais para manifestar sua insatisfação com a continuidade do acordo.

Voltou
E no PSB hoje o assunto além desse era o retorno dos que não foram, no caso o pessoal do PEN que chegou a acenar com uma possível aliança com o PTC mas acabou seguindo o caminho traçado desde o início.

Meia lua inteira
Segundo a rádio peão, o PMN teria sido “roubado” para o grupo do PSB, e se já tinha gente no grupo insatisfeito com a presença de vereadores que tem mandato, agora é que a coisa vai ferver mesmo.

Cuidado
As redes sociais serão instrumento muito utilizado nessas eleições, por isso é preciso redobrar os cuidados por parte dos aliados de pré-candidatos com suas postagens. Nunca o, “tudo que você disser poderá ser usado contra você” esteve tão em moda e ainda acrescido de “contra você e seu candidato...”

Repercussão
Com certeza o texto do professor José Beto, figura de destaque no PSB, publicado no Facebook, chamou muita atenção de aliados e muito mais de adversários do partido que a essa altura estão monitorando tudo.

Virtual
Como já citei a força das redes sociais, é fato que hoje há um público muito grande que faz a opção pelas publicações virtuais e essas também estarão envolvidas de corpo inteiro no processo eleitoral. Adversários aproveitam para mandar denúncias para sites de notícias e aliados enviam notícias positivas, a coisa vai esquentar nos próximos dias.

Firme

Por falar nisso, o pré-candidato Gledston Morelli, o Dê, garantiu à Coluna que não passam de rumores mal intencionados a sua possível desistência de disputar a eleição. O empresário garante que seguirá firme, mesmo sabendo das dificuldades me virtude das coisas que cercam o processo.

Língua maldita
Fonte da Coluna garante que foi à Concha no domingo pensando que iriam executar The Godfather, mas ficou só na vontade. Outro assunto que chamou a atenção em relação ao domingo e a FCU foi o novo presidente da fundação, aí ficou a certeza absoluta de que é impossível agradar a gregos e troianos...

Segue a sina
E Temer recebeu 10 milhões e Serra recebeu 23 milhões, deputado apresenta lei que amplia a jornada de trabalho em condições insalubres e outro projeto impede o empregado de recorrer na justiça do trabalho em caso de demissão, enquanto isso, o povo vai perdendo a esperança de vez.

Odebrecht
É ela mesmo, um herdeiro do fundador da empresa tão famosa hoje em dia, Emílio Odebrecht Peltier de Queiroz, neto do fundador da construtora Norberto Odebrecht. O empresário, conhecido como Emilinho, é um dos sócios da empresa contratada pelo comitê Rio 2016 para prestar o serviço de alimentação. Coincidências...

 

Barbados
Em outra notícia em que o nome Odebrecht volta a aparecer é sobre arquivo com registros de propinas e lá os codinomes são, “Barba Negra, Barba Branca” e etc., aí vem a pergunta: Quem será?  Raimundo Nonato não é com certeza...

Grana
A isenção de IPTU dada ás igrejas em São Paulo representa 110 milhões de reais, quantia abençoada e que deve ser agradecida de joelhos pelos fiéis...

 

 

Publicidade