Coluna Mozart Jr.

Palavras
"Sou reacionário, minha reação é contra tudo que não presta."
Nelson Rodrigues
 
 
Preocupante
Fontes da coluna garantem que pacientes com suspeita de Covid-19 da cidade de Uberlândia tem vindo para Uberaba através das UPAs.
 
 
Números 
É de conhecimento geral que a situação na cidade vizinha é periclitante, vide quadro aqui na página, portanto, essa informação acende um sinal de alerta.
 
 
Sobrecarga
Junte-se a situação da região atendida por Uberaba, que começa a ter um aumento considerável de casos, a uma importação tão pouco desejada, caso se confirme, realmente cria-se um clima pouco agradável.
 
 
Pau de galinheiro
Acho que todo mundo já ouviu a expressão: mais sujo que pau de galinheiro...
Pois é, pelo visto, será exatamente assim que veremos a campanha para prefeito de Uberaba.
 
 
Ofertas
No lugar de alternativas para as situações tão criticadas da atual administração, vemos um esforço constante em desconstruir, na verdade destruir mesmo, a reputação dos adversários. 
 
 
Mira
Os ataques vêm de todos os lados, basta algum candidato ser citado em qualquer enquete ou pesquisa, das tantas que rolam por aí, para virar a bola da vez. Não há a mínima consideração a qualquer preceito ético nos ataques distribuídos para todo lado.
 
 
Sinal dos tempos
Em tempos de redes sociais, onde há ainda um vale tudo na concepção de muitos, os ataques viralizam à velocidade da luz. E as vezes as retratações, ainda que impostas pela justiça, viajam, quando muito, de ônibus.
 
 
Ataques

O ex-prefeito Anderson Adauto reapareceu em entrevista recente à rádio local e também não se fez de rogado. Sobrou bala pra todo lado, profissionais da comunicação, o ex-secretário de desenvolvimento estadual Altamir Rôso e muito mais. Pelo jeito o ex-prefeito vem com sangue nos olhos para a disputa... é aguardar as respostas.
 
 
Íntimo 
Alguns ataques chamam atenção pelo conhecimento de certos pontos escolhidos para serem alvos. Fica claro que no mínimo, é fogo "ex-amigo".
 
 
Tique-taque

Nos bastidores a conversa é que se espera para qualquer momento uma bomba que deve abalar estruturas e derrubar castelos de sonhos. É esperar pra ver.
 
 
FlaxFlu
Se o clássico mais charmoso do mundo anda quente nos bastidores, a política da Zebulândia anda parecendo um verdadeiro FlaxFlu, com direito há muitas das máximas Rodriguianas sobre a moral tupiniquim.
 
 
Movimentos 
Vários servidores da área de segurança pública se movimentaram essa semana contra a reforma da previdência proposta pelo governo Zema.
Se na área federal as reações funcionaram, não se sabe como será o impacto dessas manifestações por aqui.
 
 
Assustador
O número de casos envolvendo abusos contra crianças nos últimos dias tem sido assustadores.
Não se sabe se o isolamento social é o único responsável ou se na verdade, a coragem de denunciar aumentou.
 
 
Mulheres
Outro tipo de ocorrência que também apresenta essa tendência é a de agressão a mulheres.
Os números apresentam um crescimento expressivo desde o início da pandemia e o consequente isolamento imposto a muitos.
 
 
Não ajuda
Há um movimento de conscientização para que as pessoas evitem sair sem necessidade, bancos por exemplo, pede-se que usem ao máximo os recursos da internet para evitar as agências, porém, clientes da Caixa até tentam, mas realmente o banco não ajuda. 
 
 
Parou
Entre todos os bancos do país, nenhum tem um sistema tão arcaico.
O aplicativo é alvo de críticas pra todo lado, realmente a Caixa não é nem um pouco antenada com as indenizações adotadas pelo setor.
 
 
Professores questionam
A Coluna recebeu várias reclamações de professores municipais dizendo que há um clima de cobrança exagerada na PMU.
Segundo os reclamantes, enviam atividades e se um conselho que foi criado pela secretaria de educação não aprovar, perdem e tem os dias descontados no salário. Outro ponto colocado é  sobre excesso de burocracia, papéis em demasia em um momento em que se deveria buscar simplificar.
Enviei a demanda à secretaria de educação que enviou a seguinte nota:
A Secretaria de Educação de Uberaba informa que, devido ao trabalho home office dos professores da rede municipal, houve uma demanda para que, cada um entregasse cinco atividades semanais direcionadas à educação infantil e ensino fundamental. Tais atividades contam como carga horária para cada profissional. De 3.800 professores, apenas 26 se recusaram a fazer as atividades e, por isso, tiveram mudança nos salários por não realizarem o que foi proposto e decidido em diálogo com vários  setores.  
Em relação à sobrecarga de trabalho, o que se pede via Secretaria é de que se preencham relatórios e que as atividades sejam feitas de acordo com as resoluções vigentes, para não prejudicar e comprometer o próprio profissional do magistério e o aluno, no futuro. Ou seja, que comprovem a realização das atividades pertinentes ao seu ofício.
Todos os documentos preenchidos seguem diretrizes do Conselho Nacional de Educação, Conselho Municipal de Educação e Notas/Instrução Normativa do Ministério Público.

Publicidade