Candidato a vereador agride adversário durante carreata

Motocicleta com propaganda eleitoral de um candidato a vereador que participava da carreata do candidato Thiago Mariscal acabou resultando em Boletim de Ocorrência Policial na noite de quarta-feira, 4.
Um candidato a vereador do PSC (Partido Social Cristão) que fazia parte da carreata não gostou de ver o outro, do mesmo partido transitando com a moto que tem aparelho de som acoplado, promovendo o adversário em todo o trajeto e após questionamento exaltado, os dois se engalfinharam e um deles, após as agressões, precisou de atendimento médico tendo sido encaminhado à UPA São Benedito, mas felizmente nada grave foi registrado.

Segundo as informações repassadas à Folha Uberaba a briga aconteceu na rua Elenice Prado Souza, Residencial Rio de Janeiro.

O agressor evadiu do local antes da chegada da PM.
Segundo as informações policiais, os envolvidos possuem registros.

Segundo o registro policial, o agressor estava em uma Toyota Hilux SW4 de placas HRD-9H14, e após discutir com o adversário, derrubou a motocicleta dele causando danos na caixa de som acoplada.
Em seguida, ele desceu do carro e agrediu a vítima com socos e uma “gravata”, vítima chegou a desmaiar.
Durante afuga, o autor deixou cair seu celular que foi recolhido pela polícia e entregue na delegacia.

A assessoria de imprensa da coligação “Oposição de Verdade”, dos partidos PSC e Cidadania, emitiu nota à imprensa confirmando o ocorrido, confira a nota na íntegra:

A Coligação “Oposição de Verdade” vem a público informar que houve um desentendimento entre dois candidatos a vereador que interrompeu a carreata realizada na noite desta quarta-feira no bairro Rio de Janeiro.

A discussão foi controlada por apoiadores da campanha eleitoral, com a tomada de todas providências necessárias para garantir a segurança de todos presentes.

No intuito de assegurar os primeiros socorros aos envolvidos, o SAMU foi acionado.

O candidato a prefeito, Thiago Mariscal e o vice, Kaká Carneiro, estiveram na UPA São Benedito, para acompanhar o atendimento a um dos envolvidos. Não houve nenhuma intercorrência médica e, o paciente passa bem.

A “Oposição de verdade” repudia veementemente qualquer tipo de violência e, defende de forma incondicional um clima de harmonia e paz entre todos os integrantes.

Neste sentido, acreditamos que este mal entendido deve ser apaziguado entre as partes, no sentido de que preservar o verdadeiro sentido da campanha eleitoral, que é o pleno exercício da democracia.

Publicidade

Anuncie