Após atrito com porteiro do Hospital das Crianças, homem acaba detido pela PM

Um homem de 30 anos foi detido por desobediência na noite de ontem no Hospital das Crianças em Uberaba e o fato causou alvoroço nas redes sociais.

Como várias pessoas enviaram as imagens para a Folha Uberaba, questionando o fato, apuramos junto a Polícia Militar que os fatos se deram da seguinte forma:

O homem chegou ao hospital, juntamente com sua esposa, onde foram levar o filho e foi orientado por diversas vezes pelo porteiro do hospital que, conforme regulamento da instituição, é permitido apenas um acompanhante por criança e seu filho no caso já estava acompanhado da mãe.

O autor então, segundo o porteiro, o ignorou e quando informado de que a polícia seria acionada, reagiu com risadas e disse que ninguém o tiraria dali que não temia a polícia por ser membro de uma facção criminosa.

Quando os militares chegaram, tentaram conversar com o autor que estava bastante exaltado e disse que não iria sair porque seu filho estava doente, segundo o boletim de ocorrência, o autor teria dito que os militares "eram uns bostas".

Foi dada ordem para que se posicionasse para busca, porem o autor se negou e continuou muito agitado e quando foi informado que seria conduzido, segundo a polícia, ele reagiu e precisou ser dominado.

Após ser colocado no cofre da viatura, o autor teria chutado o compartimento e gritado que iria acabar com a vida dos militares.

A direção do hospital confirmou, conforme o B.O. que realmente o autor estava causando transtornos na unidade e intimidando as pessoas presentes.

 

Publicidade