Adolescente alega ter sido agredida em escola da cidade

A mãe de uma adolescente de 14 anos procurou a polícia nesta segunda-feira, 19, para registrar uma queixa de agressão que sua filha teria sofrido em uma escola da cidade.
Segundo a denunciante, sua filha contou que um aluno da mesma escola e da mesma sala dela, a ofendeu por diversas vezes, usando termos pejorativos em relação à sua aparência.

Ainda segundo as informações repassadas à Folha Uberaba, a menor disse que após esses fatos se afastou do autor, porém ele foi atrás dela e desferiu um tapa em seu rosto, ela revidou o empurrando e então o autor se armou com uma cadeira de ferro e desferiu um golpe contra ela, acertando seu braço esquerdo, causando uma lesão.
A irmã mais velha da adolescente foi chamada para busca-la na escola e ela disse que havia sofrido uma queda.

Segundo o boletim de ocorrência, apenas quando já estava sendo atendida, a menor contou essa versão, ela declarou que o autor a importuna já há dois meses, e quando questionada se sofreu agressão física anteriormente,  ela disse que sim.
A menor foi questionada se havia informado sobre esses fatos na escola ou a algum familiar anteriormente, ela disse que não, pois segundo ela, não adiantaria.

 

Posição da escola
Por tratar-se de assunto envolvendo adolescentes é altamente complexo, a Folha Uberaba, entrou em contato com a direção da escola que se posicionou da seguinte forma:
Causou estranheza a denuncia, uma vez que em momento algum a escola foi comunicada de tal problema, a aluna é de comportamento tranquilo e não há noticias sobre nenhum dos fatos narrados.
Causou estranheza também o fato de tal agressão ter acontecido em meio a vários adolescentes e não existir nenhum comentário sobre o assunto entre eles.
A escola se comprometeu a averiguar os fatos de forma rigorosa e inclusive convocou os responsáveis pelos envolvidos.

Versão final
No final, a menor declarou que não houve intenção do colega de machuca-la e que as formas com que ele se dirige a ela, são parte de brincadeiras entre eles, segundo ela,  na verdade ele só  empurrou a cadeira em sua direção,  não houve agressão e realmente ninguém da escola havia sido informado sobre o ocorrido. A menor disse que tudo não passou de um mal entendido, segundo as informações repassadas à Folha Uberaba.
A escola informou que os adolescentes conversaram entre si e o caso foi encerrado.

 

Publicidade