A vez do queixo: cirurgia facial estética cresce 70% em 2018

Especialistas estimam que a “Mentoplastia”, é o procedimento mais procurado por celebridades para alterações faciais atualmente

 

No último ano, uma cirurgia estética e funcional vem chamando atenção das mulheres que buscam harmonizar o rosto visando uma aparência perfeita: a Mentoplastia. Cirurgiões estimam que mais de 15 mil brasileiros optaram pela operação no queixo em 2018. Influenciados por famosos como Anitta, Bruna Marquezine e Selena Gomez, o procedimento que leva apenas 30 minutos e deixa o rosto mais afinado com o queixo mais alongado.

 

Um dos especialistas indicado para correção do posicionamento do queixo, traumatismos e, deformidades faciais, é o cirurgião bucomaxilofacial - com atuação em pronto-socorro de hospitais, melhorias funcionais da cavidade bucal, face, além das mudanças estéticas como a mentoplastia e bichectomia.

 

De acordo com o Dr. Sylvio Vivone, cirurgião bucomaxilofacial do Instituto Vivone, clínica com sede em São Paulo, explica como é feita a cirurgia. “O procedimento é realizado por via intraoral, ou seja, um corte feito na parte interna da boca que não deixa marcas aparentes na face, podendo melhorar o posicionamento ósseo aumentando e diminuindo o tamanho do mento (queixo), ou por meio de próteses e enxertos de gordura, sendo por isso, muito procurado principalmente por celebridades, para mudanças rápidas.''

 

Nos Estados Unidos a moda também não é diferente, por lá, cerca de 55% dos cirurgiões afirmaram terem feito a mentoplastia em suas pacientes. “As mulheres sempre buscam equilibrar os traços da face, e por ser uma cirurgia rápida, acredito que essa tendência cresça no mundo inteiro”, diz o cirurgião. “Anos atrás, procedimentos como bichectomia e rinoplastia estavam em alta, e agora é a vez da mentoplastia”.

 

Vivone explica que muitas de suas pacientes o procuram, visando equilibrar melhor os traços da fisionomia facial para postar fotos nas redes sociais, a famosa selfie. Porém alerta “Apenas um profissional devidamente capacitado e atualizado no assunto pode fazer um diagnóstico correto e, consequentemente, oferecer o melhor tratamento”.

 

Vale ressaltar que a mentoplastia, pode ou não estar associada a cirurgia ortognática, cirurgia essa que coloca maxilares em posição adequada em pacientes que apresentam alterações no desenvolvimento ósseo facial. “Quando o paciente tem o maxilar um pouco para trás, ou para frente, essa deformidade acaba atrapalhando a mordida, e muitas vezes tem certa dificuldade de mastigação, ou em alguns casos apresentam ronco e apnéia”, explica. “Casos assim, trata-se de cirurgia funcional, apesar de acabar melhorando a estética”, afirma.

Para qualquer tipo de operação, é necessário sempre procurar um especialista da área com experiência. O ideal é que o paciente busque por referências e peça para olhar casos já atendidos similares para completo sucesso.

 

Dr. Sylvio Vivone, é cirurgião do Instituto Vivone. Possui residência em cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial pelo Hospital das Clinicas da USP (HCFMUSP)  feita em ambiente ambulatorial e hospitalar, por isso, tem amplo conhecimento sobre patologias maxilofaciais, traumas de face, cirurgias necessárias para as correções das deformidades faciais ou distúrbios da articulação têmporo-mandibular entre outras atuações.

Publicidade

Anuncie