Uberabense é a única representante da América Latina em festival de ópera na Alemanha

Concerto de encerramento acontece no próximo domingo

A soprano uberabense Ísis Cunha é a única representante da América Latina no Lyric Opera Studio, realizado em Weimar, na Alemanha. O festival, que acontece duas vezes ao ano, promove duas produções no verão e uma no inverno, desde 2008. O processo de seleção, que é mundial, geralmente destaca 28 pessoas por meio de vídeos, fotos e currículo e, nesta temporada de inverno, conta com 27 cantores de 15 países: Estados Unidos, Inglaterra, Irlanda, Canadá, Macedônia, Ilha de Malta, Espanha, Itália, Polônia, Bélgica, França, Coreia do Sul, Bulgária, Austrália e Brasil, representado somente pela uberabense.

Durante um mês, os selecionados fizeram aulas de alemão, canto, coaching individual, masterclasses, palestras, audições e ensaios, que duraram a maior parte do dia. “A rotina bem intensa, mas extremamente gratificante. Há dias em que ensaiamos 12 horas, apenas com um pequeno intervalo para o almoço. Já tivemos, inclusive, dois concertos com árias, conjuntos e coros de ópera: o primeiro, em um retiro de artistas chamado Marie Seebach Stiftung, em Weimar, no dia 27 de janeiro. O outro na cidade de Marburg, no último dia 2 de fevereiro”, conta a cantora lírica.

Sob a direção de Damon Ploumis, a última semana do festival foi marcada por quatro récitas da ópera Die Fledermaus, do compositor austríaco Johann Strauss: três no Teatro Mon Ami, em Weimar, e uma na cidade de Arnstadt. A última apresentação acontece no próximo domingo (10), também na cidade de Weimar, que é um dos berços culturais da Alemanha. “A cidade é muito importante para a história alemã. A chanceler alemã, Angela Merkel, esteve aqui na quarta (6) para as festividades que comemoraram 100 anos da democracia local, cujo marco foi assinado aqui, em 1919. Schiller, Goethe, Liszt, Bach, grandes nomes da história mundial, viveram aqui. A cidade respira cultura e tem vários museus”, detalha Ísis, que retorna ao Brasil na próxima semana.

Em junho do ano passado, a soprano Ísis Cunha iniciou sua carreira internacional no Manhattan Opera Studio, em Nova Iorque, Estados Unidos, quando se apresentou em um concerto de gala no Carnegie Hall, no dia 2 de julho. 

Publicidade

Anuncie