Uberaba vence o Prêmio Mineiro de Boas Práticas na Gestão Municipal do eixo Saúde

O projeto“Farmácia Solidária – Acesso a Medicamentos, Cidadania, Proteção Ambiental e Economicidade” é a grande vencedora no eixo Saúde
 
Em Belo Horizonte, a Prefeitura de Uberaba, por meio da Secretaria de Saúde venceu o IX Prêmio Mineiro de Boas Práticas na Gestão Municipal, do eixo Saúde concorrendo com o programa “Farmácia Solidária – Acesso a Medicamentos, Cidadania, Proteção Ambiental e Economicidade”.
 
O prefeito Paulo Piau destacou que é emocionante em meio às dificuldades que passam os prefeitos do Brasil inteiro, mas de uma maneira especial os prefeitos mineiros devido à falta de repasses do Estado ganhar um prêmio de boas práticas de gestão. “Um prêmio na área da saúde, que é uma área complexa de atendimento. Isso nos deixa muito felizes, não só o prefeito e secretários, mas aos servidores, a quem quero dedicar este troféu. São eles que estão com a mão na massa, fazendo economia, pegando medicamentos inservíveis para alguém e fazendo triagem para poder entregar às pessoas que mais precisam. Este é um grande feito. Uberaba tem se notabilizado em diversas áreas, e estamos no caminho certo para ser realmente uma prefeitura do tamanho que a cidade merece”.
 
“Esse projeto é de extrema importância para Uberaba, pois já colhe resultados positivos em vários aspectos. Hoje concorrendo ao Prêmio Mineiro de Boas Práticas junto com mais dois municípios no eixo Saúde, apresentamos durante todo o dia o projeto em nosso estande com nossa equipe técnica, recebemos visita de vários municípios, curiosos com o formato do projeto e essa participação foi muito importante para todos nós”, afirma o secretário de Saúde Iraci Neto.
 
Prêmio Boas Práticas – O Prêmio Mineiro de Boas Práticas na Gestão Municipal incentiva as administrações a empreender, transformando os projetos bem-sucedidos em mecanismos para uma gestão moderna, contribuindo para o desenvolvimento municipal.
 
O projeto vencedor refere-se ao funcionamento da farmácia no período 2017/2018, seu primeiro ano de funcionamento. De acordo com o farmacêutico do Departamento de Assistência em Farmácia (DAF), Rodrigo Rodrigues Silva, são 650 novos tipos de medicamentos que passaram a cooperar com a lista pública, ampliando a mesma em 4.8 vezes. Neste primeiro ano, diz , esses remédios que não são ofertados pelo SUS geraram economia de R$389 mil para a população que teve reduzido o gasto com a aquisição de remédios.
 
Os números também comprovam que o projeto conseguiu evitar o descarte de mais de 15 milhões de unidades de medicamentos, que poderiam ser inutilizados de maneira incorreta ou alcançar a data de validade nas casas. Além do mais, a Farmácia Solidária mantém parceria com Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) que se beneficiam do projeto. A Farmácia Solidária está localizada na Praça Augusto Lemp, 750, no bairro Mercês, próximo ao Hospital Regional.

Publicidade