Troca de bebês mortos vira caso de policia

Bebê que morreu no Mário Palmério Hospital Universitário de Uberaba foi entregue a família errada por um erro do hospital.

O caso ocorrido na nesta sexta-feira (31), acabou se transformando em grande confusão e em caso de polícia.  O hospital, conforme repassado à Folha Uberaba,   afastou a funcionária responsável pelo erro. O bebê entregue a família errada chegou a ser sepultado e será exumado na manhã de hoje.

Segundo as informações  da assessoria do hospital, na quinta-feira (30), uma adolescente de 17 anos deu à luz a gêmeos de forma prematura, com cinco meses e meio de gestação. Porém, na madrugada de sexta (31),  um dos irmãos faleceu.

E também na quinta-feira, uma mulher de 36 anos,  de à luz um bebê morto, após gestação de nove meses.

Quando a funerária contratada pela família do bebê que morreu após os nove meses de gestação foi buscar o corpo, o setor responsável do hospital entregou o corpo errado.

A família fez o sepultamento imediatamente por estarem todos muito abalados. 

Quando  os familiares da adolescente procuraram o hospital para solicitar a liberação do corpo do gêmeo morto, foi descoberto o erro e constatado que a funerária levou e fez o sepultamento do natimorto errado.

A PM foi acionada e fez um boletim de ocorrência, a direção do hospital afastou a funcionária até a apuração do caso. 

O hospital garantiu que dará todo o apoio às famílias e um inquérito administrativo será instalado para apuração do caso.

Publicidade

Anuncie