Três homens são acusados de molestar menina de 13 anos

A Policia Militar foi acionada  e compareceu por volta de 17 horas de domingo,10, a Unidade Básica de Saúde na cidade de Pirajuba, onde segundo a solicitante, havia uma criança vitima de abuso sexual no local.

Os militares entraram em contato com a mãe da menor de 14 anos, que, contou que, estavam em uma lagoa, conhecida como Lajinha, que fica na Zona Rural daquela cidade, juntamente com sua filha, seu esposo e uma vizinha, quando sua filha, de 13 anos, disse ter sido molestada por três homens que estavam no local.

Conforme repassado à Folha Uberaba, a menina disse que os três homens tentaram tirar sua roupa e tocar em suas partes intimas.

A mãe da menor disse que foram questionar os autores  D.F.M., A.R.J. e um terceiro, identificado apenas como A., então os autores partiram para cima de seu esposo e o agrediram com socos e empurrões, as mulheres foram em sua ajuda e também foram agredidas, em seguida, segundo o relato das vítimas, um dos autores foi ate o seu carro e de posse de uma arma de fogo, efetuou dois disparos em direção ás vitimas. Segundo as vitimas, o autor D.F.M. gritou que iria matar toda a família.

O conselho tutelar acompanhou a ocorrência.

De posse das informações, a guarnição solicitou apoio de uma equipe de Campo Florido, e se dirigiram para a lagoa citada, porem os autores não foram encontrados.  

A equipe retornou a Pirajuba e deu sequencia no rastreamento em busca dos acusados, tendo localizado A.R.J. na praça Teófilo Prata de Carvalho e em Campo Florido, a guarnição daquela cidade localizou o acusado D.F.M. na BR 262. O autor D.F.M. estava em companhia de um amigo, porem este não foi reconhecido pelas vitimas como um dos envolvidos, sendo liberado de imediato.

Populares contaram aos policiais que o terceiro suspeito possui uma caminhonete Hilux e que ele é motorista de uma linha de ônibus responsável por transporte de funcionários para a zona rural.

O acusado D.F.M. alegou que estava no local dos fatos e presenciou um principio de atrito entre o acusado A. e a família da criança, e se aproximou e acabou entrando em conflito com a família. Segundo sua versão, ele foi ate o carro do amigo, para impedir que ele atropelasse as vitimas.

O acusado A.R.J. declarou que foi ate a lagoa no período da tarde e que chegou a conversar com D.F.M. no local, porem, ficou ali apenas alguns instantes  e não presenciou os fatos.

Os suspeitos foram apresentados para a mãe da criança, que afirmou que A.R.J. foi um dos que molestaram sua filha juntamente com  D.F.M. e que este último foi quem pegou a arma e efetuou os disparos e as ameaças à sua família.

As vitimas se mostrava muito nervosas por estarem na frente dos acusados.

Os autores receberam voz de prisão e foram encaminhados à delegacia.

 

Publicidade

Anuncie