Tempo seco favorece a conjuntivite

FOTO DIVULGAÇÃO
O especialista, Frederico Zago, explica que durante o tempo seco, a chance da proliferação da conjuntivite, é maior



Olhos vermelhos e lacrimejantes, inchaço nas pálpebras, intolerância à luz, visão embaçada e sensação de areia nos olhos são alguns dos sintomas da conjuntivite. O inverno, estação mais seca do ano, favorece para a proliferação da doença, que se caracteriza pela inflamação da conjuntiva, causada por agentes tóxicos, alergias, bactérias ou vírus.

O infectologista, especialista em Alergia e Imunologia, Frederico Zago, alerta que, além do fator climático, situações como exposição a ambientes sem ventilação e com ar-condicionado, o hábito de coçar o olho com as mãos sujas, os produtos de limpeza e até a maquiagem facilitam a proliferação de alguns vírus que provocam a infecção. "A conjuntivite pode se manifestar em três tipos: a infecciosa, alérgica e tóxica", explica.

A conjuntivite infecciosa é transmitida por vírus, fungos ou bactérias, que infectam a membrana que reveste o olho, causando dor, vermelhidão e secreção. Considerada o tipo mais comum, é contagiosa, ou seja, é possível passar para outras pessoas pelo ar ou contato com o local.

Já a alérgica é provocada por agentes como, por exemplo, pólen, pelos de animais ou poeira da casa. "Esse tipo é comum a pessoas susceptíveis a alergias, como em casos de rinite ou asma", enfatiza o infectologista.

A conjuntivite tóxica, normalmente, é causada por produtos químicos, como, por exemplo, tinta do cabelo, produtos de limpeza, exposição à fumaça do cigarro ou a pequenos objetos que ficam presos no olho, bem como por certos medicamentos. 

Dependendo do tipo, a inflamação pode levar de sete a 20 dias para desaparecer. "É preciso fazer o tratamento adequado para que a inflamação seja controlada rapidamente. Se houver necessidade, pode-se fazer uso de anti-histamínicos e até colírios antibióticos, dependendo do caso", explica o infectologista.  

Frederico Zago enfatiza que a melhor forma de prevenir a conjuntivite é lavando as mãos e o rosto com frequência, e evitar o contato das mãos com os olhos. "É importante também que não haja compartilhamento de lençóis, travesseiros, toalhas e maquiagem", finaliza.⠀

Publicidade