Soluções para problemas enfrentados pelo setor de trânsito são debatidas na Câmara

A Câmara Municipal de Uberaba (CMU) recebeu durante sessão realizada na manhã desta quarta-feira (8), o presidente da Associação Profissional dos Despachantes Documentalistas de Uberaba, Marcelo Rossetti Nascimento. Na ocasião, o representante da classe solicitou o apoio do Poder Legislativo no que diz respeito aos problemas enfrentados pelo setor de trânsito da cidade.

De acordo com Marcelo, atualmente, são realizadas diariamente no município aproximadamente 160 vistorias, e a falta de pessoal tem gerado atraso na digitalização e emissão dos documentos provocando congestionamento na Delegacia de Trânsito. “Hoje um documento demora 30 dias para ser entregue”, revelou.

O vereador e presidente do legislativo, Luiz Humberto Dutra (PMDB), se emocionou ao falar da situação do setor onde trabalhou por anos. “Eu não quero ver a Delegacia de Trânsito na situação em que ela se encontra. É ruim para Uberaba. Isso traz um atraso no desenvolvimento do nosso município”, declarou, reconhecendo que as dificuldades enfrentadas pelo setor por falta de funcionários é um problema antigo.

Dutra foi sucinto ao afirmar que Uberaba tem a capacidade de emitir de 350 a 400 documentos por dia. “Vai movimentar mais ainda a economia. E nós precisamos aumentar o número de funcionários e valorizá-los. Mas, acima de tudo, temos que encontrar solução para esse problema”, enfatiza, colocando-se à disposição para ajudar a digitalizar os documentos que estão atrasados. “Eu quero ver aquele setor respeitado e com dignidade de trabalho”, pontuou.

Utilizando o púlpito, o vereador Ismar Vicente dos Santos, o Ismar ‘Marão’ (PSD) destacou a importância do tema e fez um balanço de pessoal e atividades desenvolvidas pelo setor de vistoria. 

Segundo o parlamentar, a seção conta atualmente com cinco policiais, sendo um para controle e entrega de lacres (cerca de 60 por dia); um chefe de seção responsável por fechar a vistoria e pesquisas nos dados do sistema e três no pátio, responsáveis por realizarem as vistorias. 

Já a Ciretran, de acordo com ele, realiza por meio de operações da Guarda Municipal e da Polícia Militar aproximadamente 100 autos de infração por dia. Além disso, cadastra impedimentos de veículos judiciais e policiais; digita aproximadamente 250 documentos por dia; realiza o lançamento de impedimento de furto e roubo de veículos, o que resulta, em média, a expedição de 3.500 licenciamentos ao mês.

Diante desses dados, Marão criticou a falta de apoio por parte do Legislativo aos despachantes. “Nós temos que vestir a carapuça. E eu me incluo nisso. Porque eu li vários requerimentos nessa casa para irmos à Belo Horizonte e pedir policiais para Uberaba”, afirmou.

Dutra interveio avaliando negativamente a falta de atenção dada pelo Governo do Estado ao município. “De nada adiantaria batermos na porta. Porque esse governo que está no Estado tem uma rusga com Uberaba e para cá não quer mandar nada”, pontuou.

O líder do Executivo, Almir Silva (PR) disse que reunião com o prefeito e com o secretário de administração será marcada para debaterem o assunto. Todos os demais parlamentares presentes demonstraram apoio à causa.

Publicidade

Anuncie