SMS capacita equipes para o início da Campanha de Multivacinação

O público-alvo da campanha são as crianças, que devem atualizar cartão de vacina e receber o reforço contra Poliomielite e Sarampo

A Prefeitura de Uberaba, por meio da Secretaria de Saúde (SMS), está se preparando para iniciar na próxima semana a Campanha de Multivacinação de 2018. A ação visa atualizar os cartões de vacinação das crianças na faixa etária de 01 ano a menor de 05 anos, ou seja, até 04 anos, 11 meses e 29 dias, além de reforçar a imunização contra a Poliomielite e Sarampo, dentro da campanha nacional.

Nesta quarta-feira a SMS promoverá reuniões técnicas sobre a campanha visando a capacitação das equipes, que inclui enfermeiros, técnicos em enfermagem e os gerentes das Unidades Básicas de Saúde. A campanha acontecerá de 6 a 31 de agosto e o dia D de Mobilização está previsto para 18 de agosto, no sábado. Em Uberaba, 14.877 crianças na faixa etária da ação devem ter o reforço de Poliomielite e Sarampo, e a meta do município é vacinar 95% deste público.

O chefe do Departamento de Epidemiologia, Robert Boaventura, reforça novamente que além da atualização, é importante que todas as crianças sejam levadas para receberem o reforço da Poliomielite e Sarampo. “Queremos frisar para os pais que mesmo com o cartão de vacinação atualizado, todas as crianças deverão ser levadas para realizar esse reforço, devido à situação que enfrentamos no Brasil, com casos de sarampo noticiados no norte do país”, destaca Robert.

Salas de Vacina - A Campanha acontecerá no horário normal de funcionamento das salas de vacina, que é das 8h às 16h, de segunda à sexta-feira, lembrando que a vacinação de febre amarela é realizada as terças e quintas, enquanto a BCG é às quartas e sextas, para otimizar a aplicação das mesmas. 

As vacinas disponibilizadas para crianças pelo SUS são BCG, Hepatite A e B, Pentavalente (Difteria, Tétano, Coqueluche, Hepatite B e Meningite e infecções por HiB) , Vacina Oral Poliomielite (VOP) e Vacina Inativada Poliomielite (VIP), Vacina Oral do Rotavírus Humano (VORH) Pneumocócica 10 valente, Febre Amarela, Tríplice Viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola), Tríplice Bacteriana (DTP), Tetraviral (Sarampo, caxumba, rubéola e varicela), Meningocócica C, Influenza.

Poliomielite e Sarampo - Reforçando a campanha nacional, Robert Boaventura lembra que o Sarampo voltou a aparecer nas Américas em julho de 2017, e em 2013 Minas Gerais teve dois casos vindo dos EUA. “Os sintomas são febre acima de 38,5 ºC, erupção na pele, tosse, coriza, conjuntivite e manchas brancas na mucosa bucal, podendo evoluir para infecções secundárias que podem resultar em encefalite, pneumonia e até levar a óbito. A transmissão se dá por via aérea, através da tosse e espirros de uma pessoa infetada”, explica o chefe do Departamento de Epidemiologia. Para as crianças a vacina é aos 12 meses e 15 meses, ou seja, em duas doses.

Já a Poliomielite teve o último caso no Brasil foi em 1989, e a transmissão é via fecal-oral. Os sintomas são febre, dor de garganta, náuseas, vômito, prisão de ventre, e se assemelha a infecções respiratórias. “Em cerca de 1% dos casos, o vírus alcança o sistema nervoso central, preferencialmente infectando e destruindo neurônios motores, levando à fraqueza muscular e à paralisia flácida aguda. Pode desenvolver forma paralítica nos membros inferiores”, esclarece Boaventura.

Publicidade