Simpósio do HC-UFTM superou em 300% a expectativa de público

Fotos: Ethiene Fonseca/HC-UFTM

Profissionais da área da saúde e estudantes participaram, na noite de 7 de junho, do Simpósio Atuação Multiprofissional na Saúde Emocional. O evento foi realizado pela Unidade de Reabilitação do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

De acordo com Taciane Santana, coordenadora do Serviço de Educação Permanente da Unidade de Reabilitação, o evento se alinhou à necessidade de dar mais visibilidade a um tema de grande relevância, que é a saúde emocional. “O assunto é de interesse geral. Sua importância ultrapassa os muros do HC”, avalia. 

Isso se refletiu no número de inscrições: mais de 400. A ideia inicial era organizar um evento menor, mas, devido à alta demanda, foi preciso oferecer mais vagas e mudar o auditório de realização. “Já no primeiro dia de inscrições o total de vagas inicialmente planejado se esgotou”, comemora a chefe da Unidade de Reabilitação, Izabella Barberato Silva Antonelli.

 

Formação

Mais da metade dos inscritos foi composta por estudantes, como é o caso de Mariana Aquino, que cursa Fisioterapia na UFTM. Atraída pela curiosidade acerca dos temas abordados no evento, ela afirma ter se surpreendido com a fala dos palestrantes. “Gostei de muita coisa que vi. Eu não conhecia alguns assuntos, como a Síndrome de Bournout. É legal conhecer a visão de outros profissionais da área”, comenta. 

Empolgada com as palestras sobre transtornos mentais, Fernanda Duarte, estudante de psicologia da Universidade de Uberaba (Uniube), afirma que a participação no Simpósio é uma oportunidade de complementar sua formação profissional. “Tenho interesse no tema, pois já estou estudando algumas coisas a ele relacionadas. É sempre legal participar desse tipo de evento porque a gente acaba conhecendo informações novas”, relata.  

O simpósio contou com palestrantes de diversas especialidades, como enfermagem (Luiza Elena Casaburi - Uniube), fonoaudiologia (Luciana Avila dos Santos - Uniube), terapia ocupacional (Carolina Nantes de Castilho - Santa Casa de Araxá), fisioterapia (Élida Mara Carneiro Silva - UFTM) e medicina (Tomas Rotelli de Oliveira Ferreira - UFTM). 

 

Publicidade

Anuncie