Projeto Fono Comunicação leva atividades lúdicas e pedagógicas na rede municipal de ensino

Projeto é executado duas vezes ao ano em unidades de ensino do município

O Projeto Fono Comunicação, iniciado em 2016, é uma ação preventiva realizada através de atividades específicas de fonoaudiologia para a promoção e prevenção a saúde global das crianças nos Cemeis de Uberaba. Trata-se de uma proposta inovadora com objetivo de minimizar as possíveis alterações fonoaudiológicas que possam ser detectadas e minimizadas no período inicial da Educação Infantil. O Projeto Fono Comunicação é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação por meio do Departamento de Educação Inclusiva com as fonoaudiólogas Claudia Oliveira Ramalho e Débora Sarraf Souza Delfino do Centro de Referência em Educação Inclusiva (CREI).

O Projeto Fono Comunicação mantém atendimento em cada Centro de Educação durante seis meses, contemplando duas unidades no decorrer do ano. Atualmente, o Projeto atende cento e sessenta e nove crianças de dois a quatro anos do Centro Municipal de Educação Infantil Maria Eduarda Farnezi Caetano, no Residencial Nova Era.  A execução do Projeto nesta unidade será até o final de julho e, no segundo semestre outra unidade será beneficiada.

As atividades são desenvolvidas na própria unidade escolar junto com os professores que participam de treinamentos e recebem orientações, para que possam lidar de forma mais adequada com os alunos.

Uma das fonoaudiólogas que estão em campo, Débora Sarraf, explica sobre a resposta positiva que a comunidade escolar tem dado sobre a execução do Projeto. "Nós conseguimos alcançar as metas e objetivos propostos em curto prazo. Podemos observar, também, que por se tratar de um projeto preventivo, temos sucesso nas atividades até porque toda a comunidade escolar apoia e compreende que ações assim ajudam no desenvolvimento das crianças", declara Débora pontuando que existe também a necessidade de observar o desenvolvimento das crianças em longo prazo, para mensurar a verdadeira eficácia de ações como esta.

A chefe do Departamento de Inclusão, Denise Scussel, explica que o  projeto nasceu devido a uma preocupação com o número elevado de encaminhamentos feitos pelas unidades escolares para que alunos fossem submetidos a avaliação e atendimentos de fonoaudiologia oferecido pelo CREI. Devido a esse alto número de encaminhamentos e poucos profissionais, sendo que a maioria desses encaminhamentos poderiam ser sanados com estimulação na sala de aula, passando para os pais. "As nossas fonoaudiólogas executam esse trabalho na unidade educacional com as professoras junto com os alunos para que, de acordo com que as professoras vejam o trabalho que as fonoaudiólogas executam com as crianças, as profissionais de educação possam perpetuar essas atividades lúdicas e pedagógicas. É a capacitação das professoras, é o momento em que elas entendem que elas também são capazes de trazer isso para o cotidiano entre elas e as crianças", explica Denise.

Atendimento - O Centro de Referência em Educação Inclusiva (CREI) tem a finalidade de ampliar os atendimentos aos alunos especiais matriculados nas unidades da rede pública de ensino (Cemeis e Escolas) e fica na Rua Onofre da Cunha Resende, 78, na Vila Maria Helena. O atendimento ao público é de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h e o telefone para contato é 3321-9016.

Publicidade