Projeto de Educação da Fundação Cultural faz tour pelo patrimônio histórico

A Fundação Cultural de Uberaba recebeu os alunos do Colégio Liceu Albert Einstein nessa sexta-feira (23). Cerca de 25 estudantes do 2° ano fizeram tour pelos imóveis históricos da Praça Rui Barbosa/Centro, sendo eles o casarão da FCU, Câmara Municipal e Palacete José Caetano Borges. O passeio foi guiado pelo historiador da Fundação, Gustavo Vaz.

O projeto de Educação Patrimonial, da Seção Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural de Uberaba propõe a valorização das características locais. O objetivo é desenvolver a consciência crítica e mostrar que é preciso compreender o ambiente histórico e social ao qual está inserido.

Dividida em três momentos a atividade começou na sede da Fundação onde os alunos conheceram a exposição “Vanguarda da Resistência – A Cultura Negra através das gerações”. A Arte Educadora Ana Elisa Gonçalves, a coordenadora de Políticas Públicas de Igualdade Racial, Carmen Amâncio, e o advogado Adriano Leal, servidores da FCU, trabalharam a questão da Consciência Negra, representada na exposição. Foram abordados fatores como valorização da cultura afro-brasileira e africana, liberdade, pertencimento e a Lei Federal 10.639/2003 ( que impulsiona a educação da cultura negra no ensino público e privado).

No segundo momento, a turma foi guiada até a Câmara Municipal de Uberaba, na Praça Rui Barbosa, 250,  cujo prédio foi construído no século XIX. Os alunos conheceram o plenário antigo e o atual. A estrutura do poder Legislativo em âmbito municipal foi explicada e os participantes puderam conhecer a história do local. Figuras como Capitão Domingos da Silva Oliveira e Major Eustáquio também foram citados.

Por fim os alunos visitaram o Palacete José Caetano Borges, na Rua Tristão de Castro, 64, construído no começo do século XX. O setor administrativo da Fundação Cultural de Uberaba ainda funciona no palacete. O prédio tem grande importância histórica e foi construído por José Caetano Borges um dos influentes pecuaristas do zebu na cidade.

As escolas interessadas em participar do ‘Educação Patrimonial’ podem entrar em contato pelo telefone (34) 3331–9200.

A exposição - A “Vanguarda da Resistência – A Cultura Negra através das gerações” ficará na Fundação Cultural até o dia 26 de novembro. São fotografias, peças em cerâmica e desenhos. Os expositores são a artista plástica Alexandra Afonso e os alunos da Inclusão da Escola Municipal Maria Lourencina Palmério, artista plástica Pretta Moreno e alunos da Creche Comunitária Casa do Menor Coração de Maria, fotógrafa Cecilia Leite e o ceramista Thiago Santos Costa.

Publicidade

Anuncie