Presidente atende reivindicações de servidores e concede reajuste de 9%

O presidente anunciou ainda aumento do tíquete alimentação de R$ 420 para R$ 500 e fixação da data-base da categoria em março

Os servidores da Câmara Municipal terão reajuste salarial de 9% a partir do próximo pagamento. A proposta foi anunciada pelo presidente do Legislativo, Luiz Dutra (MDB), na tarde desta segunda-feira (12), durante reunião com o vice-presidente da Casa, Agnaldo Silva (PSD), com os vereadores integrantes da Comissão de Assistência aos Servidores Municipais, Ismar Vicente dos Santos – Marão (presidente) e Rubério Santos (relator), e diretores do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba - SSPMU.

Ao contrário do ano passado, em que o Legislativo não teve condições de recompor os vecimentos do funcionalismo, agora, irá conceder reajuste de 9% no salário a todos os seus funcionários, aumento no tíquete-alimentação de R$ 80,00 (que atualmente é de R$ 420,00) e acréscimo de R$ 170,00 no abano (que hoje é de R$ 180,00). Vale ressaltar que o abano é um benefício pago somente aos servidores efetivos na Casa.

Segundo o presidente do SSPMU, Luis Carlos dos Santos, na pauta de reivindicações, elaborada pelo sindicato com a participação dos servidores, consta uma recomposição salarial de perdas inflacionárias correspondente aos anos de 2015, 2016 e 2017, conforme índice estabelecido pelo INPC – Índice Nacional de Preço ao Consumidor de 8,92%, visando garantir a manutenção dos vencimentos dos servidores da Câmara no mesmo patamar fixado pelas novas tabelas salariais, instituídas pelo novo Plano de Carreira, evitando-se, desta forma, o achatamento remuneratório. “Para o servidor efetivo foi solicitado um aumento real de 13%, incidente sobre os vencimentos e proventos já corrigidos pela reposição. No entanto, diante do cenário, onde a maioria das reivindicações foram aceitas por Dutra, os servidores têm motivos para comemorar as conquistas definidas”, disse.

Entre as pretensões, estava a fixação da data base aos servidores efetivos da Câmara em março, o que foi acatada pelo presidente Dutra. “Pedimos sua fixação para o mês de março, nos mesmos moldes estabelecidos em Lei para os servidores do Executivo”, disse Luis, que aproveitou a oportunidade para elogiar a ação do presidente da Câmara, destacando o trabalho que vem sendo realizado por Dutra frente à Mesa Diretora.   

Em seu pronunciamento, Dutra falou sobre a necessidade de atender tais solicitações. “É importante o órgão resgatar e valorizar o servidor, pois tem que haver motivação para o trabalho. Um soldado não pode ir à guerra, sem munição”, finalizou.

O Projeto de Resolução que trata das medidas será tramitado na sessão desta terça-feira e provavelmente votado na quarta-feira.

 

Publicidade

Anuncie