Prefeitura e ABCZ celebram termo para o desenvolvimento de programa de melhoramento genético zebuíno

O desenvolvimento do Programa de Melhoramento Genético de animais zebuínos, por meio da genotipagem, foi concretizado por meio de parceria inédita e inovadora da Prefeitura de Uberaba e a ABCZ, com recursos do Ministério da Agricultura. A assinatura do Termo de Fomento aconteceu nesta quarta-feira (13) com o prefeito Paulo Piau, o secretário de Desenvolvimento do Agronegócio, Luiz Carlos Saad, o presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, e a secretária Especial de Projetos e Parcerias, Angela Dib. Também participaram da reunião o presidente do Sindicato Rural de Uberaba (SRU), Gilberto Dias, Gustavo Laterza, gerente regional da Emater, Luiz Henrique Borges, presidente da Certrim, a equipe da Seppar e da Sagri e representantes da ABCZ, SRU e Conselho.

São R$2,5 milhões liberados por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para a implantação do projeto. O prefeito Paulo Piau destaca que a parceria com a ABCZ é muito saudável e de grande relevância. “Cumprimos nosso papel burocrático, viabilizamos e assinamos hoje o termo, e agora está nas mãos da ABCZ que vai desenvolver o projeto. E o mais importante é visar o pequeno e médio produtor, pois são eles que precisam de cuidado e apoio. Temos esse objetivo, tanto social quanto econômico, para poder melhorar a qualidade genética do rebanho dos pequenos pecuaristas”.

Segundo o secretário Luiz Carlos Saad, da Sagri, o projeto e a parceria com a ABCZ vai democratizar toda a área genética e o que há de melhor em gado Zebu para o pequeno e médio produtor. “Isso é fantástico e inédito. Vamos melhorar a produtividade e a renda dos produtores. O benefício para a pecuária nacional é um marco, pois vai beneficiar a qualidade do gado que teremos futuramente”.

Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, presidente da ABCZ, destacou que a atual gestão da instituição tem o compromisso com o prefeito Paulo Piau para poder desenvolver um trabalho conjunto. “Esse projeto genômico vai ser da maior importância para as raças zebuínas, para o melhoramento na produção de carne e de leite”.

Desenvolvimento - O principal objetivo do plano de trabalho firmado no Termo é utilizar as informações genômicas (genotipagem) para controlar com precisão a consaguinidade e, consequentemente, contribuir para a conservação da variabilidade genética e prevenir a manifestação de doenças genéticas que afetam a produtividade e o bem-estar animal nas populações zebuínas sob seleção no Brasil.

Serão genotipados, aproximadamente, 22.700 animais com chip de baixa densidade e 1.214 com chip de alta densidade de marcadores moleculares, totalizando 23.914 animais, os quais serão selecionados com base no valor informativo de suas medidas constantes na base de dados nacional da ABCZ.

Considerando que, segundo a Sagri, aproximadamente 80% das propriedades do município de Uberaba são “mini”, “pequena” ou “média”, o impacto positivo do uso de touros melhoradores será direto, tanto nos aspectos econômicos com o aumento de renda, nos aspectos sociais com a melhoria na qualidade de vida e geração de novos empregos, quanto pela redução do impacto ambiental pela produção mais eficiente.

A secretária Especial de Projetos e Parcerias, Ângela Dib, pontua que o Termo de Fomento foi estabelecido por meio da Lei 13.019, que institui o marco regulatório das organizações da sociedade civil. “Uma grande importância, neste caminho, é a participação do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural e Sustentável, pois eles avaliaram e também vão ajudar a acompanhar todo o desenvolvimento desta parceria. Nada melhor que ter uma instituição com expertise para desenvolver um programa como esse. Em relação à Sagri, este é um marco para o município. É um divisor de águas e muito ainda virá pela frente”.

Publicidade

Anuncie