Prefeito discute com governador e secretário de Estado projetos estratégicos para Uberaba

O prefeito de Uberaba, Paulo Piau, em agenda nesta semana na capital mineira reuniu-se com o subsecretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Paulo Roberto Magalhães Bastos, acompanhado do secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, José Renato Gomes e ainda Altamir Araujo Rôso, Argemiro Picon Sieiro e Cleber Guarany da Fundação Getúlio Vargas para o resgate do projeto para trazer o gás para o Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, ou seja, o gás para Uberaba.

“Esse projeto interessou o governador e a parte técnica da secretaria. Agora é trabalhar, colocar todos os estudos de viabilidade e todos os esforços para apresentar a investidores privados. O governo do Estado é uma parte importante nesse projeto, com a Codemig e Gasmig, e o governador mostrou boa vontade nesse projeto, para trazer o gás para a região, então acho que foi uma evolução. Cada projeto tem sua etapa, e cada etapa, têm vários lances, você não vai e traz solução, é uma construção, então temos boas perspectivas” afirma Piau.

Com o secretário de Estrado da Fazenda, Gustavo Barbosa, Piau pediu análise para instalação de duas empresas de segmento logístico em Uberaba. “Pedimos celeridade para destravar a situação dessas empresas e esperamos que a secretaria ajuste tudo o que precisa, para que traga investimento e emprego para Uberaba”, diz o prefeito.   

Para o secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, José Renato Gomes, “empresas não caem do céu. A conquista de grandes investimentos são negociações longas, duras e que envolvem muitas nuances. Faço com o prefeito uma dupla em busca de investimentos. Para se ter uma ideia estamos negociando há mais de 2 anos com as duas empresas. Da parte do município, está tudo avançado para recebermos estes investimentos, mas precisamos do Estado para batermos o martelo. Estamos confiantes. Este novo governo está dando uma atenção especial para recepcionar bem, quem quer investir no Estado” pontua Gomes.

Publicidade