Piau vai ao BNDES apresentar projetos de infraestrutura para Uberaba e região

O prefeito de Uberaba, Paulo Piau esteve nesta segunda-feira (7) com o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano para tratar de projetos voltados à infraestrutura para Uberaba e região, como Intervales e Parcerias Público-Privadas (PPP). A reunião foi acompanhada por Glauber Faquineli, assessor de Assuntos Estratégicos Regionais esteve presente.

Levantamento produzido por analistas setoriais do BNDES aponta melhora das expectativas de investimentos no País para o quadriênio 2019-2022. A estimativa é de investimento total de R$ 1,1 trilhão no período para os setores mapeados, como indústria, segmento de petróleo, gás, infraestrutura, dentre outros.

“O Brasil começa a entrar numa época de estruturação de estradas, rodovias, portos, aeroportos, hidrovias, energia, telecomunicação, e podemos acreditar na chegada de uma fase produtiva para a infraestrutura brasileira. Já estamos colocando as demandas de Uberaba e região, em pauta. Falamos de Intervales, gasoduto, assim como deixamos um pacote de demandas para ferrovia, hidrovia, rodovia, aerovia, gasoduto; toda essa gama de possibilidades”, comenta o prefeito de Uberaba.

Acreditando que o BNDES é peça chave para avançar junto ao governo federal, Piau entende que estamos no momento oportuno para apresentar as demandas. “Falamos também das PPPs, pois nessa linha Uberaba está na ponta no Brasil: ninguém avançou mais que Uberaba. Estamos liderando esse processo”, pontua Piau.   

Glauber Faquineli reforça o posicionamento de Uberaba nessa “puxada do desenvolvimento regional”, destacando que o prefeito hoje é o presidente da Agência Regional de Desenvolvimento Econômico que tem por finalidade fomentar não só para Uberaba, como para o Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, projetos de infraestrutura. “O objetivo atende na verdade toda a região, pensando na qualidade de vida de toda a população. Hoje a reunião foi produtiva, pois vai ao encontro do que o governo federal está pensando no destravamento da infraestrutura nacional e nossa região pode ser beneficiada” finaliza Faquineli. 

Publicidade

Anuncie