Palestra fecha Outubro Rosa com destaque ao trabalho do Centro Integrado da Mulher

Foto: Neto Talmeli

Momento voltado aos servidores municipais abordou informações importantes sobre a Lei Maria da Penha

 

A Secretaria de Administração da Prefeitura de Uberaba, por meio da Comissão Multidisciplinar de Atenção à Saúde do Servidor (Comass), promoveu palestra voltada aos servidores nesta terça-feira (30) tendo a Lei Maria da Penha como tema. A palestrante foi a diretora do Centro de Referência da Mulher, Juciara Moura, que destacou o trabalho realizado pelo Centro Integrado da Mulher (CIM). O serviço é oferecido em parceria da Prefeitura e Governo do Estado, para o atendimento às mulheres vítimas de violência.

Representando o prefeito Paulo Piau, a primeira-dama Heloísa Piau destacou a importância de se enriquecer as discussões sobre a Lei Maria da Penha. “Violência doméstica é um problema sério e que deve ser enfrentado. Para isso conhecer a Lei Maria da Penha é imprescindível. Espero que os servidores tenham aproveitado este momento de informações e reflexões e repassem o conhecimento. Vamos abraçar esta causa tão importante”, conclamou.

Segundo a diretora do Centro de Referência da Mulher, Juciara Moura, muitas pessoas ainda desconhecem o serviço oferecido pela Prefeitura. “A mulher muitas vezes está sofrendo uma situação de violência e não procura o serviço disponível. No CIM elas passam por atendimento psicossocial, e de acordo com a demanda, são encaminhadas imediatamente para a Delegacia de Orientação e Proteção à Família ou outros serviços”.

Violência e crise econômica. Sobre o panorama em Uberaba, Juciara  conta que a violência aumenta em tempos de crise, como a que o País atualmente atravessa. “Temos uma média, nos últimos meses, de 130 atendimentos por mês. E os números da violência com certeza são maiores, visto que muitas mulheres ainda não procuram ajuda ou não denunciam. Entre esses casos não temos somente a violência física, mas também a psicológica, sexual e a patrimonial. A Lei Maria da Penha é nova, mas existe para proteger as mulheres. E elas têm esse direito, precisam muito procurar ajuda”, reforça a diretora do CIM.

Serviços Oferecidos – Por meio do Centro Integrado da Mulher, um dos serviços ofertados é o Centro de Referência de Assistência à Mulher Vítima de Violência Doméstica, que oferece acolhimento, orientação, atendimento psicossocial, encaminhamento e acompanhamento.

Já a Coordenadoria de Políticas para as Mulheres busca a efetivação das diretrizes traçadas pela Secretaria Nacional e Estadual de Políticas para Mulheres, estimulando os diversos setores governamentais. O objetivo é coordenar, fomentar e apoiar as Políticas Públicas que atendam as necessidades das mulheres.

No CIM as mulheres são informadas sobre os direitos que a Lei lhes garante e os serviços disponíveis. A partir do atendimento elas podem solicitar a instauração de Inquérito Policial, com encaminhamento do requerimento das Medidas Protetivas ao Juiz. A equipe também poderá providenciar encaminhamento dos casos para outros órgãos da rede de assistência.

Delegacia de Orientação e Proteção à Família – Neste órgão é possível o registro de boletins de ocorrência, instauração de inquéritos, requerimento de medidas protetivas ao Judiciário, expedição de guia para realização de exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), cum´primento de mandado de prisão preventiva do agressor quando couber, entre outras ações.

Entre os presentes estiveram o presidente da Câmara Municipal, vereador Luiz Dutra, e o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Uberaba (SSPMU), Luís Carlos dos Santos.

Publicidade

Anuncie