Padronização da tarifa de transporte público, revitalização da Unidade de Saúde do Copacabana e barragens da Mosaic foram os temas debatidos na CMU nesta quinta feira

O vereador Agnaldo Silva (PSD) solicitou, novamente, o fim do degrau tarifário adotado por empresa de transporte coletivo na cidade. O documento, encaminhado ao Poder Executivo, foi apresentado na manhã desta quinta-feira (14) durante sessão plenária.

Durante a justificativa,conforme repassado à Folha Uberaba,  Agnaldo afirmou ser inadmissível o fato de os passageiros serem obrigados a adquirir o cartão do transporte público. “Há, também, aquele usuário eventual que não quer possuir cartão, pois sabe que irá usá-lo apenas uma ou duas vezes no ano. A população está revoltada com essa diferença”, argumentou o parlamentar, ressaltando que o usuário do transporte público tem o direito de escolher a forma de pagamento que melhor lhe convier.

Atualmente, a empresa de transporte coletivo aplica o degrau tarifário, que consiste na cobrança de R$ 4,50 para usuários que pagam em dinheiro e R$ 4,25 para aqueles que utilizam o cartão. A medida tem como objetivo eliminar a utilização de dinheiro no transporte coletivo para trazer mais segurança e agilidade ao sistema.

Unidade de Saúde da Familia do Copacabana

O parlamentar Rubério Santos (MDB) solicitou que a Administração Pública faça reparos na Unidade de Saúde da Família (USF) do Jardim Copacabana, instalada na rua Angra dos Reis. A indicação foi apresentada durante reunião plenária realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal.

De acordo com o vereador, é necessária a instalação de ventiladores de teto na recepção, sala de médicos e de enfermeiros, uma vez que os locais são abafados. “Estamos propondo também um cômodo para inalação e reparo na geladeira, que conserva as vacinas, bem como no telhado sob a sala de espera”, enumerou.  

Rubério sugeriu também que um toldo seja colocado na entrada principal da USF, pois o sol e a chuva adentram à recepção, gerando desconforto ao usuário. “Estamos pedindo ao secretário de Saúde, Iraci Neto, certa atenção para essas solicitações”, pontuou, lembrando ainda que a Unidade de Saúde da Família do Copacabana precisa de novos assentos.

 

Barragens da Mosaic

 

Através de convite, o diretor da Mosaic Fertilizantes (VALE) - Unidade de Uberaba, Elias Alves Lima, poderá participar de reunião ordinária na Câmara Municipal, em data a ser agendada, para explanar sobre as atividades e medidas de segurança nas barragens de rejeitos no município de Uberaba.

O vereador Ronaldo Amâncio (PTB), autor da solicitação, demonstra preocupação sobre o assunto. “Em nossa cidade existem algumas barragens, como a montanha de gesso nas lagoas de contenção no Distrito Industrial 3, e a que está localizada ao lado da represa do Rio Grande. A última vistoria realizada na estrutura de montanha de gesso no DI3 por órgão fiscalizador ocorreu há mais de dois anos, conforme reportagem de  jornal da cidade, disse.

Segundo o vereador, denúncia de possíveis riscos oferecidos por essas barragens chegou até seu gabinete. “Os esclarecimentos e cobranças sobre as medidas de segurança equivalem à garantia de vidas e do equilíbrio ambiental, para que não tenhamos que presenciar desastres como os ocorridos em Brumadinho e Mariana.

 

 

Publicidade