Homem de 52 anos é acusado de abusar sexualmente de criança de 5

A mãe de uma criança de 5 anos compareceu a AISP 83 para denunciar o namorado de sua irmã, E.N. de 52 anos por abuso sexual contra sua filha.

A solicitante contou que por volta das 18 horas de quinta feira, 7, percebeu a ausência da filha e foi procurá-la, ela chamou a criança e esta veio do rumo da casa dos fundos, que fica no mesmo terreno, na rua Célia Misson Pinti, Valim de Melo, onde mora sua irmã.

A  mãe da criança disse que notou que ela estava com uma marca vermelha  acima do lábio superior e ao ser indagada, a criança disse que não queria conversar. A mãe notou que a criança parecia “assustada e estranha” e  que a menina foi para o banheiro e começou a lavar a boca, conforme repassado à Folha Uberaba, a mãe insistiu e a criança contou que o tio E.N. teria beijado sua boca.

Ainda segundo a mãe da criança, ela e uma testemunha conversaram com a criança que resolver contar em detalhes o ocorrido, a menina disse que estava sozinha com o acusado na casa e que estava brincando com o cachorro quando o autor cometeu o abuso. Na narrativa da menor, o autor teria beijado sua boca e partes intimas e também teria exposto e encostado seu órgão genital na criança e segundo ela, ele mandou que ela não contasse nada para ninguém.

Na AISP a criança narrou os fatos da mesma forma para os militares, imediatamente foi deslocada uma guarnição até a residência da irmã da denunciante onde o autor foi localizado e detido.

A menor foi encaminhada ao hospital de clinicas da UFTM, onde foi atendida pela assistente social da unidade e um medico que iria realizar os exames necessários, o conselho tutelar foi acionado, porem não compareceu ao local.

O acusado negou os fatos e disse que foi ate a casa de sua namorada a pedido dela e que ao chegar, não a encontrou, então resolveu esperar. Ele disse que estava na residência aguardando quando a criança entrou brincando com o cachorro, segundo o acusado, a menina sentou no sofá com as pernas abertas, mostrando a calcinha e ele a repreendeu, ele salientou que não é a primeira vez que orienta a criança sobre os seus modos e que desta vez a menina não obedeceu, então, ele a pegou pelo braço e deu um tapa em suas nádegas, na sequencia a criança saiu do local.

O acusado foi encaminhado à delegacia.

 

Publicidade