HC-UFTM é incluído no Plano de Expansão da Radioterapia, do Ministério da Saúde

O Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro vai receber um acelerador linear mais moderno, que substituirá o equipamento atualmente em uso na instituição, adquirido em 1995. O investimento previsto é de R$ 1,9 milhão, oriundo do Ministério da Saúde - MS -, por meio do Plano de Expansão da Radioterapia, ao qual a unidade hospitalar foi inserida no início de fevereiro.

 

“A inclusão do HC no Plano acontece em um excelente momento. Passamos a ser remunerados, em 2018, pelos serviços de radioterapia para tratamento do câncer, que já eram prestados há três anos, até então sem recursos específicos. Tanto a inovação tecnológica quanto o pagamento pelos tratamentos oferecidos fortalecerão a área oncológica do Hospital”, avalia a gerente Administrativa, Maria Cristina Strama.

 

Segundo a chefe da Divisão de Logística e Infraestrutura Hospitalar, Marisley Francisco, a próxima etapa consiste em visita de engenheiros do MS, para avaliar se há necessidade de adequações físicas na área que receberá o aparelho, dotada de condições especiais para garantir a segurança radiológica. A data da avaliação ainda não está definida.

 

Posterior à análise das condições para recebimento do acelerador e eventuais adequações estruturais, o mesmo é produzido sob demanda. Com o Plano de Expansão, a meta do Ministério é contar com um acelerador linear para cada 500 mil habitantes, garantindo atendimento a mil pacientes ao ano, por aparelho. Até o fim de 2019, a previsão é de que a rede pública brasileira de saúde tenha 331 aceleradores lineares em funcionamento. Hoje, esse número corresponde a 243.

 

Publicidade