G-70 reforça demandas da região aos eleitos

Grupo de prefeitos faz reunião geral este semestre

Todos os eleitos por Minas Gerais (governador, dois senadores, 53 deputados federais e 77 deputados estaduais) nas últimas eleições, assim como o presidente Jair Bolsonaro, estão recebendo ofício do G-70, com itens de demandas regionais.

Antes do início do processo eleitoral de 2018, os 70 prefeitos da região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba se reuniram na organização do G-70 e definiram agenda de demandas, visando ao desenvolvimento regional. Na condição de candidatos todos já receberam o relatório. Agora, os pleitos da região são reafirmados aos eleitos.

Segundo o prefeito de Uberaba, Paulo Piau, um dos idealizadores do G-70, ainda neste primeiro semestre, o G70 se reunirá em local ainda não definido e convidara os eleitos a participar de discussão acerca do desenvolvimento regional. Na ocasião, tomarão também ciência da implantação da Agência Regional de Desenvolvimento Econômico, que tem a chancela do Sebrae.

Reivindicações – O rol inclui 42 tópicos divididos em caráter geral (oito demandas); caráter regional (nove pedidos) e infraestrutura regional (25 pontos). O primeiro traz assuntos macro como segurança jurídica, desburocratização, reformas, pacto federativo e fontes de energia alternativas. O segundo pede apoio para a Agência Regional que surge com foco no desenvolvimento; a construção do gasoduto, a retomada do projeto da fábrica de amônia e maior atenção a setores como educação, saúde, segurança e turismo. Já o maior tópico, que trata de infraestrutura passa pela viabilização do Aeroporto Internacional na região; pela duplicação de rodovias (entre elas a 262), melhorias na malha rodoviária, bem como concessões à iniciativa privada, e vai até o pedido para que se avance no projeto da Hidrovia via rios Paranaíba, Grande, Tietê e Paraná.

Publicidade