Farmácia Solidária atendeu mais de 27 mil pessoas em 2018

Foram mais de 1 milhão e 400 mil itens dispensados neste período

Secretaria de Saúde de Uberaba divulga balanço de 2018 da Farmácia Solidária nesta sexta-feira, 01º de fevereiro. Foram 27.106 pessoas beneficiadas e um total de 1.464.334 itens dispensados para a população neste período. Localizada na Praça Augusto Lemp, 750, bairro Mercês, próxima ao Hospital Regional, a unidade atende tanto como farmácia básica, com dispensação de medicamentos regulamentados pelo SUS, como de doações.

Desde que foi inaugurada em 30 de agosto de 2017, a Farmácia Solidária têm recebido doações de diversos medicamentos que, por sua vez, são repassados à população sem nenhum custo. Em todo o período de funcionamento, um ano e quatro meses, foram mais de 29 mil pessoas atendidas e mais de 1 milhão e 600 mil itens distribuídos.

De acordo com o farmacêutico do Departamento de Assistência em Farmácia (DAF), Rodrigo Rodrigues Silva, além do aumento na oferta de medicamentos, houve também um importante impacto econômico pela Farmácia Solidária. “Os medicamentos repassados para a população gratuitamente (oriundos de doações) não são padronizados pelo Sistema Único de Saúde e, por isso, correspondem a produtos que a população só teria acesso comprando em drogarias. Um levantamento do impacto econômico está sendo elaborado, mas já podemos adiantar que pelo menos R$300 mil reais deixaram de ser gastos, graças à Farmácia Solidária, pelos uberabenses, que se beneficiaram dos medicamentos ofertados e da solidariedade da própria população”, explica Rodrigo.

Como funciona - Os medicamentos que são doados pela Farmácia Solidária à população são obtidos a partir de doações da comunidade, médicos, propagandistas e distribuidoras de medicamentos do município. Os medicamentos, então, passam por uma triagem e são disponibilizados aos interessados. Semanalmente, uma relação dos medicamentos não padronizados disponíveis na Farmácia Solidária é enviada para as outras farmácias, que orientam pacientes que procuram as unidades. Para receber os medicamentos gratuitamente, o paciente precisa apresentar a receita médica, documento e cartão do SUS.

Publicidade