Espetáculo artístico “Missa dos Quilombos” encerra Novembro Negro

Música, teatro, capoeira e resistência marcam Missa dos Quilombos

O Coral Cidade de Uberaba, apresenta a “Missa Dos Quilombos” nesta sexta-feira (30) na Igreja São Domingos. O evento é um grande espetáculo cênico musical e irá fechar as atividades do mês da “Consciência Negra”, sendo promovido pela Fundação Cultural de Uberaba/Coordenadoria de Políticas Públicas de Igualdade Racial.

A regente do coral e coordenadora geral do evento, Marly Gonçalves da Costa, explica que apesar de ser chamado assim, o espetáculo não é uma missa tradicional com o ritual de uma celebração eucarística. “Na verdade, o espetáculo utiliza da estrutura de uma missa católica para cantar sobre os novos Quilombos, as novas formas de resistência e as novas utopias” conta.

Além do Coral Cidade de Uberaba estarão no elenco os músicos Rafael Camilo no piano digital, Aulete Maia na bateria e Tarcísio de Oliveira na percussão. Participação especial de atores e o grupo de Capoeira Ave Branca também participará.  Ya Bia Ty Osumare do Àáfin Osumare estará presente representando as religiões de matrizes africanas.

Inventariar o passado para fazer o presente e futuro mais justos é a grande proposta do espetáculo. O repertório conta com músicas de Milton Nascimento, letras e textos de D. Pedro Casaldáliga e do poeta Pedro Tierra.

História - A Missa dos Quilombos foi celebrada pela primeira vez em 22 de novembro de 1981, na praça em frente à Igreja do Carmo em Recife, onde em 1695, a cabeça de Zumbi dos Palmares foi exposta no alto de uma estaca como forma de retaliação.

Esta nova versão da Missa continua falando da exploração do negro, porém ganhou uma nova roupagem na forma de apresentação artística e cultural. Ainda assim o projeto continua com o intuito de denunciar a escravidão do mundo moderno, os preconceitos e discriminações.

A realização será na Igreja São Domingos, bairro Estados Unidos, às 20h e é aberto para comunidade em geral.

Publicidade

Anuncie