Curso de Farmácia realiza campanha sobre o uso do protetor solar

O curso de Farmácia da Universidade de Uberaba (Uniube) promove, nesta quarta-feira (27), a campanha “Fotoeducação: o cuidado farmacêutico no uso racional do protetor solar”. O objetivo é conscientizar a comunidade universitária e a população em geral quanto ao cuidado com a pele e o uso correto dos filtros solares. O evento é de graça e acontece no Bloco A da Uniube, das 09h às 22h, Campus Aeroporto.

Na ocasião, os alunos de Farmácia vão realizar diversas atividades, entre elas, avaliação das características da pele, para indicação do protetor solar ideal para cada pessoa e orientação de como usá-lo; avaliação da hidratação, oleosidade e elasticidade da pele; e avaliação do risco de desenvolver câncer de pele.

“A conscientização da população torna-se importante como estratégia de mudar os hábitos dos brasileiros em relação ao uso do fotoprotetor, reduzindo, assim, os altos índices de câncer de pele, bem como prevenindo o envelhecimento precoce da pele”, destaca a professora de Farmácia, Tatiana Pereira.

Faça chuva ou faça sol, protetor!

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), no verão, a radiação solar incide com mais intensidade sobre a Terra, o que aumenta o risco de queimaduras e câncer de pele. Por isso, a fotoproteção é fundamental. Os produtos com fator de proteção solar (FPS) 30, ou superior, são recomendados para uso diário e também para a exposição mais longa ao sol, como praia, piscina e pesca.

O produto deve proteger contra os raios UVA (indicado pelo PPD) e contra os raios UVB (indicado pelo FPS). A SBD sugere aplicar o produto 30 minutos antes da exposição solar, para que a pele o absorva. Distribuí-lo uniformemente em todas as partes de corpo, incluindo mãos, orelhas, nuca e pés. Reaplicar a cada duas horas. Em caso de transpiração excessiva ou contato com a água, esse tempo diminui.

“Segundo o INCA, o Brasil registra cerca de 180 mil novos casos de câncer de pele não melanoma por ano, sendo este o tipo de câncer de maior incidência na população brasileira. Apesar de o verão ficar mais intenso a cada ano, o brasileiro continua ignorando os malefícios do sol para a pele.  Apenas 27% dos brasileiros usam filtro solar diariamente, segundo pesquisa, e grande parte não reaplica o filtro solar, não usa em dias nublados e não conhece a quantidade correta a ser aplicada”, finaliza Tatiana.

Publicidade

Anuncie