Como as empresas podem ajudar seus funcionários a lidar com dinheiro? Veja dicas

80% dos trabalhadores enfrentam dificuldades financeiras; endividamento diminui produtividade das empresas em 15%; 

 

Especialista dá dicas de como as empresas podem ajudar seus funcionários a alcançarem uma vida financeira mais equilibrada;

 

O endividamento de profissionais diminui a produtividade no trabalho em  cerca de 15%, refletindo também na saúde financeira das empresas - aponta pesquisa da The Employer´s Guide to Financial Wellness - EUA. No Brasil, cerca de 80% dos trabalhadores enfrentam dificuldades financeiras, condição que afeta diretamente esse profissional em seu trabalho.

 

De acordo com Fernando Ferraz, consultor e sócio do Grupo H3R Soluções Financeiras, há alguns anos, não era comum misturar a vida profissional com a pessoal, mas este cenário está mudando. Cada vez mais as empresas estão preocupados com o bem-estar dos seus colaboradores e isso inclui desde ações para uma vida mais saudável, até educação financeira. “Com o aprofundamento da crise no país, muitas empresas se depararam com funcionários desconectados da rotina profissional e o principal motivo é preocupação com dívidas, nome sujo ou acúmulo de contas. Esse cenário prejudica não só esse colaborador, mas também a empresa, e por isso merece atenção”, explica Ferraz.

 

A H3R (www.h3r.com.br), por exemplo, nasceu com a proposta de transformar endividados em poupadores por meio de parcerias com as áreas de RH de empresas, oferecendo aos profissionais consultoria, crédito consciente e com propósito produtivo, taxas personalizadas ao perfil do funcionário e educação financeira. O especialista dá dicas de como as empresas podem ajudar seus funcionários a alcançarem uma vida financeira mais equilibrada.

 

1-) Tenha um planejamento financeiro

Parece complicado, mas esse passo é fundamental para alcançar equilíbrio com as finanças. Uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil revelou que 41% dos inadimplentes não têm conhecimento sobre as suas contas básicas. Um dica fundamental é anotar todos os gastos. Assim, você vai saber todas as entradas e saídas do seu orçamento. Separe entre gastos fixos e variáveis. Você pode utilizar planilhas ou aplicativos de celular para conseguir controlar os gastos.

 

2-) Acompanhe a fatura de seu cartão de crédito

Cartões de crédito são ótimos, mas também perigosos. Uma boa dica para permanecer no azul e evitar altos juros dos cartões é manter um maior controle dos gastos no cartão. Isso vale para ter uma boa ideia de onde está indo o dinheiro, mas também por questões de segurança.

 

3-) Crie algumas metas

Se tivermos um propósito, por maior ou menor que ele seja, temos uma inspiração maior do que qualquer outra para agirmos. Você pode querer trocar de carro, economizar para uma viagem dos sonhos ou até mesmo adquirir um celular novo. Depois de decidir onde chegar, você só vai precisar definir o caminho que vai percorrer: quanto por mês terá que guardar, quais tipos de gastos podem ser abandonados e até mesmo ir atrás de fontes de rendas alternativas.

 

4-) Fuja dos parcelamentos

O mais indicado para ter uma vida financeira saudável é deixar de lado os parcelamentos e optar pelo pagamento em dinheiro, à vista. Assim, você não cria uma nova dívida, foge de juros abusivos e ao pagar à vista,  pode negociar e conseguir um desconto, economizando na hora da compra.

 

5-) Faça uma reserva para emergências

Ter as contas e despesas organizadas, nos possibilita também conseguir organizar uma reserva para emergências. Com isso, você estará preparado para imprevistos financeiros e assim poderá evitar transtornos.

 

Publicidade