Coluna Mozart Jr. Sem Censura




Palavras
"Julgar e bom,ser julgado e melhor ainda,então se não gosta de ser julgado,então não julgue. "
Fallen Angel 

 

Novo caos
Após a greve dos caminhoneiros, agora são ações de vandalismo ordenadas por facção criminosa que colocam a população de Uberaba no meio do furacão. A insegurança está escancarada em cada rosto pelos cantos da cidade.

 

Perdedor

E como sempre, as classes mais desfavorecidas são as grandes vitimas nessa história. Os ataques tem atingido o transporte coletivo e levado as empresas a retirarem os ônibus, sacrificando quem trabalha e quem precisa do transporte para estudar por exemplo.

 

Difícil
Como não se sabe se há uma pauta real de reivindicações  ou se as ações são  por represálias, fica difícil a reação. O que vemos mais uma vez são as organizações governamentais perdidas, sem uma forma de dar uma resposta realmente convincente à população.

 

Discurso
Os discursos oficiais não batem com a realidade, hoje mesmo, enquanto autoridades policiais davam entrevista falando que a situação está controlada, um outro ônibus era atacado e destruído. O discurso que parece ensaiado, de que a situação está totalmente controlada, não tem convencido a população e as redes sociais estão aí para provar isso, al
ém de servirem também para aumentar o pânico, replicando noticias falsas ou antigas.

 

Discurso II
Parece que as autoridades não entenderam que o discurso ideal seria o de pedir apoio à população, conclamando os cidadãos de bem a ajudar o trabalho da polícia, denunciando, canais para isso ser feito existem e a maioria da população prejudicada é de gente trabalhadora. Mas o discurso de:  “fiquem tranquilos, estamos no controle”, só serve para irritar ainda mais a população, que sabe que isso não condiz com a realidade.

 

Uberaba em todas...

E mais uma vez, Uberaba volta a ser noticia nacional, negativamente, na página da Agencia Brasil, a matéria sobre os atentados em Minas Gerais e o reconhecimento por parte do governo do estado que a responsável pelos ataques é uma facção criminosa, traz uma foto de um ônibus da Lider incendiado.

 

Supervalorização
A supervalorização de alguns eventos também ao invés de informar, tem servido para assustar, um exemplo: em um caso aqui na cidade, dois adolescentes atiraram pedras em um ônibus vazio, no terminal e foi feito uma cobertura como se fosse um atentado terrorista.  

 

Oportunistas 
Claro que não há como negar uma orquestração nas ações criminosas, porém, tem bandido pé de chinelo também pegando carona na história e buscando a fama, assim com tem adolescentes aproveitando para “tocar o terror”  sem ter nenhuma ligação com facção criminosa.  

 

Celeuma


Uma nota do deputado Lerin falando que conseguiu junto ao governador o apoio de tropas da capital causou celeuma. O deputado foi muito criticado e muita gente pôs a sua palavra em duvida.  Particularmente, duvido que ele seria louco ao ponto de colocar sua reputação na reta brincando com uma situação extrema como essa. Muita gente se aproveitou de uma referencia ao BOPE na fala do deputado para critica-lo, as pessoas não sabem que em Minas Gerias existe sim um batalhão que leva exatamente esse nome. Aproveitando o tema; alguem vai ter que pagar 10?...

 

Direito de reclamar
Mas uma coisa também é seria, o povo estava reclamando da falta da intervenção, aí quando a anunciam, tem gente que acha motivo para reclamar também...

 

Paliativo
Em minha humilde opinião, a intervenção é mais uma medida paliativa para o problema da segurança pública, estão atac
ando o efeito, o problema que é a causa permanecerá. E a causa engloba uma discussão muito mais profunda, qualquer pessoa minimamente esclarecida sabe, que não é com armamento que resolveremos essa questão em Minas ou no Brasil.

 

Enxuga gelo
Quem acompanha o trabalho da PM sabe que as criticas são injustas, os policiais agiram na medida de suas possibilidades e conseguiram resultados brilhantes. Vários envolvidos foram presos, porem foram liberados. É preciso lembrar que o Cseur está fechado, não pode internar menor nenhum por ordem da justiça.

 

Visão
Aliás, comentário de uma leitora sobre isso: “ Se eles acharam que lá não tinha condições para as “crianças que foram pra lá por estarem rezando” deveriam visitar a periferia e proibir as crianças filhas de trabalhadores de "viverem" nas condições que vivem.

 

Autorização
Aliás, é preciso perguntar; criarão um estado de exceção para poder lidar com o problema? Ou as tropas especializadas estarão tão limitadas quanto a que aqui existem? Vale lembrar que o ilustre governador que ora libera o reforço, caso se cumpra, é o mesmo que superlotou a penitenciária local, é o mesmo que com suas políticas de segurança, tirou a ROTAM e a MESP daqui, é o mesmo que deixou de investir milhões em segurança publica que criou um novo batalhão na cidade sem efetivo que justificasse, que abalou o moral da tropa com suas políticas de descaso em relação aos salários e a valorização dos profissionais... Com todo respeito, fez mais estrago na área da segurança que muita organização criminosa...

 

Movimento
Nesta quarta feira, o subtenente Barbosa está organizando uma manifestaçãoque acontece na praça do 4º BPM em repudio ao descaso do governo do estado com o funcionalismo da área da segurança pública

.

 

Sufoco
Alunos do IFTM passaram por sufoco para poder voltar para casa nessa terça feira. Não foram disponibilizados ônibus e muita gente teve que se virar, carona foi a solução para a maioria. As aulas serão suspensas nesta quarta feira por conta disso.

 

Demorou
Hoje o prefeito Paulo Piau convocou uma coletiva e se pronunciou,  determinou diversas medidas sobre a situação, a impressão geral da atitude foi uma só: Demorou.

 

Pra encerrar
Qual será o reflexo dos últimos acontecimentos em Uberaba nas eleições que se aproximam?

Publicidade

Anuncie