Coluna Mozart Jr. sem censura

Palavras

“Brasil mostra tua cara
Quero ver quem paga pra agente ficar assim
Brasil qual e teu negocio
O nome do teu socio confie em mim.”

Cazuza

 

Caos
A paralisação realizada pelos caminhoneiros, justa, aliás, está trazendo o caos a alguns setores. Apesar do bom humor nas redes sociais, a situação pode se agravar caso o movimento persista por mais alguns dias.

 

Critica
Nas capitais já começa a se notar os reflexos dessa paralisação de forma mais contundente, aumento no preço de alimentos, falta de produtos, leite sendo descartado em algumas regiões do país, a coisa pode ficar feia...

 

Por aqui
Em decorrência da greve dos caminheiros, a pecuária leiteira em Uberaba já começou a ser afetada. Amanhã, entre 7h e 8h, o grupo Mashoutao terá de descartar 26 mil litros de leite. O descarte será na Fazenda Boa Fé, localizada à  Rodovia MG-464, Km 252, Conquista - MG. 

 

Apoio
O Sindicato Rural e o Stiquifar estão entre as entidades que enviaram nota de apoio a ação dos caminhoneiros.

Oportunistas
 E como tudo no Brasil, essa situação faz brotar oportunista de tudo que é canto. É político se dizendo “apoiador da causa”, são setores que davam a mínima até ontem para caminhoneiro de repente se transforma em “admirador do trabalho desses homens que fazem o progresso...”

Oportunistas II
Se a situação faz emanar um sentimento bom, de que o povo brasileiro pela primeira vez sem orquestração politiqueira deixa de ser plateia que a tudo assiste passivamente e se manifesta como “POVO”, que tem voz e força e pode sim, de baixo para cima, causar as tão esperadas mudanças que a nação carece, ela também escancara  o verdadeiro interesse  de alguns representantes da classe empresarial, que aproveitam do momento para aumentar preços e faturar em cima de um momento que deveria ser de conscientização.  

PROCON
A ação do PROCON nesse momento seria de extrema importância, de forma rígida e abrangente, não é preciso se esforçar muito para ver o que está acontecendo. Ainda ontem, abasteci a 4,79 e hoje ao passar pelo mesmo posto de manhã, o preço era de 5,12 reais. O que é preciso para ver que estão se aproveitando da situação? Que venham os donos de postos e expliquem suas “razões”, exponham sua vontade de viver em um país melhor, não estavam eles até outro dia apoiando movimentos que eram contra a desonestidade? Ou será que isso era só para inglês ver?

 

Lição
Esse episódio atinge também outra proporção, quando políticos tentam usar o movimento de forma desonesta, ou seja, cirando factoides buscando se imiscuir, recebem logo uma resposta ao estilo caminhoneiro, sem dourar pílula...

 

Será
Caso seja verdadeiro um manifesto com as exigências dos caminhoneiros que circula pela rede, essa greve não tem data para acabar... Só para se ter ideia uma das exigências mais simples, é a de estradas com qualidade para rodar...

Ferro
Com certeza tem muito político agora se perguntando: “Por que fui ajudar a travar o desenvolvimento das ferrovias no país...”, ou seja, armou e se deu mal...

 

Para pensar
Se há uma certeza que ficou desse episódio dos caminhoneiros, é a da falência do credito da classe política. Toda e qualquer manifestação vinda dos órgãos oficiais seja sobre risco de paralisação deste ou daquele serviço, da falta de insumos, qualquer uma, é imediatamente rechaçada pela comunidade que diz não acreditar na versão oficial. A verdade é uma só, precisamos urgentemente de nomes que recuperem a credibilidade de nossas instituições políticas. Estou aberto a sugestões...

 

Cadê
Fica no ar tambem, após ler os releases enviados pela gloriosa Câmara Municipal de Uberaba, a seguinte pergunta: Cade aquela turma tão engajada? Que estava cobrando isso e aquilo do governador, cobrou até a volta da ROTAM, e agora está tão quieta... Serão matéria do Globo Reporter?  Quem são? Onde vivem? Do que se alimentam? 

 

Por outro lado
Em entrevista exibida com alguns lideres do movimento, nenhum político, fiquei surpreso com a clareza na exposição e com a coerência nos argumentos. Inclusive, deixaram claro que o abastecimento para serviços essenciais está totalmente garantido, o que mostra mais uma vez que existe sim uma forma de fazer as cosias funcionarem nesse país.  

 

Mudando de assunto
Estive conversando com o Subtenente Barbosa durante a semana e questionei a ele sobre uma mensagem que está nos grupos de WhatsApp sobre sua desistência da candidatura, Barbosa garantiu que isso é “intriga da oposição”, segundo ele, tem gente se vendendo com novo por aí e usando o que há de mais velho na prática política desse país. Pelo que ouvi, parece que tem gente achando que hoje, na era da informação, um boatinho plantado aqui e ali vai surtir efeito sem resposta, é difícil...

 

Em que era?
Analisando algumas reclamações sobre a mudança do plano de saúde da prefeitura, tenho lembrado aquela propaganda de uma operadora de celular em que a Ivete Sangalo é protagonista e questiona em que tempo a pessoa vive. Outro dia uma cliente relatou que precisava resolver um problema referente ao cartão e perguntou se poderia fazer pela internet, a atendente disse que ela tinha que ir a sede da empresa, pegar um papel, preencher e depois levar até a sede novamente, ainda bem que isso foi antes desses aumentos nos combustíveis...

 

Mais
Outra reclamação constante em relação a Unimed é sobre os boletos, tem chegado invariavelmente já vencidos e aí tem que pagar multa e ir ao banco emissor, que não é o dos funcionários da prefeitura...

 

 Advinha
Uma cliente relatou dois casos que refletem bem a insatisfação, ela agendou uma consulta e diferente da operadora anterior, ninguém ligou para confirmar, ela então, no dia marcado ligou para confirmar o horário e foi informada pela atendente que o médico havia viajado... Em outra ocasião, após agendar uma consulta, perguntou a atendente o endereço do médico e ouviu; “ah não sei o nome de lá não, mas fica na esquina do hospital tal...”

 

 

 

 

 

Publicidade